top of page
banners dengue balde niteroi 728x90 29 2 24.jpg

Conselho Municipal de Cultura elege nova composição

O processo eleitoral para a nova composição do Conselho Municipal de Política Cultural de Niterói (CMPC), biênio de 2023 a 2025, está aberto. A medida foi anunciada pela Secretaria Municipal das Culturas e CMPC. A primeira etapa foi a inscrição online dos candidatos da sociedade civil interessados em disputar uma das 36 vagas, sendo 18 para Conselheiros e 18 vagas para suplentes das Câmaras Setoriais, que representam diversas expressões artístico-culturais da cidade.

Reprodução

As eleições ocorrerão de 23 até 28 janeiro, no Teatro Popular Oscar Niemeyer, de segunda a sexta, de 14h às 19h, e no sábado (28/1), de 10h às 15h. Todo cidadão, com comprovada relação de moradia, trabalho, estudo e/ou atuação em Niterói, poderá participar da votação em apenas uma Câmara Setorial. O credenciamento se dará de forma presencial no dia e local da votação da Câmara Setorial na qual pretende votar. Cada eleitor terá direito a um voto, não sendo permitido o voto por procuração.


Um dos candidatos para a Câmara Setorial 'Equipamentos Privados de Cultura' é Javier Muller, apoiado pela Associação dos Clubes de Niterói e pela Associação dos Quiosqueiros de Niterói.


Javier é Gerente Geral do Clube Central e possui experiência na área cultural, tendo realizado como produtor cultural uma série de exposições na cidade, em especial na Sociedade Fluminense de Fotografia e na Câmara Municipal de Niterói.


Uma de suas principais propostas é a valorização dos clubes sociais e esportivos como equipamentos culturais da cidade.


"A ideia é reabrir espaços como teatros, auditórios e salões dos clubes para a realização de peças de teatro e apresentações artísticas de música e dança com artistas locais", defende.


"Entre os objetivos estão o diálogo permanente com outros equipamentos de cultura para a realização de parcerias com clubes, associações comunitárias, quiosques da orla e também com entidades empresariais, fortalecendo a cultura em Niterói", complementa.


Uma outra medida importante, segundo ele, será fortalecer os quiosques como equipamentos culturais na orla da cidade, em diálogo com a Associação dos Quiosqueiros e com a Frente Parlamentar de Defesa da Orla de Niterói, viabilizando a realização de eventos musicais, exposições e outras iniciativas culturais, incluindo esses espaços na agenda oficial da cultura da cidade.


Sobre o Conselho


O Conselho é um órgão colegiado, de caráter deliberativo e normativo, sendo o principal espaço de participação social institucionalizada, de caráter permanente, integrando a estrutura básica do Sistema Municipal de Cultura. Tem como principais atribuições elaborar, fiscalizar e avaliar as políticas públicas municipais de cultura da cidade.

Serão eleitos, no total, 36 representantes da sociedade civil (18 titulares e 18 suplentes), e 36 indicações do poder público (18 titulares e 18 suplentes), para cada uma das 18 Câmaras Setoriais: Arte e Culturas Urbanas; Artes Visuais; Artesanato; Audiovisual; Bibliotecas, Literatura, Livro, Leitura e Arquivo; Cadeia Criativa, Produção Cultural, Mercado Cultural e Moda; Carnaval e Festas Populares; Capoeira; Culturas e Religiões Afro-indígenas, Grupos Étnicos, Comunidades Tradicionais; Economia Solidária; Dança; Equipamentos Privados de Cultura; Movimentos Sociais; Música; Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural (Material e Imaterial); Pontos de Cultura; Serviços de Comunicação Social, Comunitária e Difusão Cultural e Cultura Digital; Teatro e Circo.


“A sociedade civil vai escolher os representantes que farão o diálogo com o poder público democraticamente. Posso dizer que Niterói trabalha dialogando com seus órgãos representativos e isso é de extrema importância para nossa cidade, tendo em nosso Conselho um órgão potente e exemplo para outras cidades brasileiras”, destacou a presidenta do CMPC, Natália Valdannini.

Chamada Sons da Rússia5.jpg
banners dengue balde niteroi 300x250 29 2 24.jpg
Divulgação venda livro darcy.png
bottom of page