Conta de luz no Rio e Niterói será a mais cara do Brasil


(Reprodução)

A Agência Nacional de Energia Eletrica (Aneel) autorizou aumento na conta de luz em todo o Brasil. Em algumas cidades brasileiras, as contas ficarão bem mais salgadas a partir desta segunda-feira. As da capital fluminense, da Light, se tornarão as mais caras do país com os 4,67% de aumento. Já a residencial de Niterói, Região dos Lagos e o Norte Fluminense, sob a concessionária Enel, também chegarão ao topo do ranking nacional com uma alta de 4,65%.

Para os consumidores de alta tensão da Light, o aumento médio será ainda maior, de 11,83%. No caso da Enel, os consumidores industriais receberão a conta com um aumento de 10,38% nas suas tarifas.

Segundo a Aneel, os aumentos farão com que a tarifa da Enel seja a mais cara do Brasil. A conta da Light (residência/indústria) é a terceira mais cara do país. Em segundo lugar está a tarifa da concessionária do Pará.

Um dos fatores do aumento das tarifas, explicado pela Aneel, é a alta do dólar; outro, o aumento da geração de energia por meio de termelétricas, que é mais cara, em decorrência da falta de chuvas e o baixo nível dos reservatórios das hidrelétricas. Incide, também, os subsídios para programas como Luz para Todos e descontos nas tarifas para usuários de baixa renda, que são repassados para as contas de luz.

O "mercado" estima que em 2021 o aumento médio no preço da energia elétrica seja de 15%.

A Light atende a 3,9 milhões de clientes em 31 municípios do Rio de Janeiro, principalmente na região metropolitana. Tem um faturamento anual de R$ 10,8 bilhões.

Já a Enel atende a 3,6 milhões de clientes em 66 municípios no estado do Rio.

1/3
300x250px - para veicular a partir do di

 Conheça a nova Scooter Elétrica

Não precisa de CNH, sem placa e sem IPVA

Leia também: