Contatos de Bolsonaro e Flávio no caderno da mulher de Queiroz


Márcia de Oliveira Aguiar está foragida e Fabrício Queiroz, preso

A mulher de Fabrício Queiroz, Márcia Oliveira de Aguiar, tinha uma caderneta com orientações do marido para caso ele fosse preso. Em uma folha estão anotados dois números de Bolsonaro e um de sua mulher, Michelle. De acordo com imagens obtidas pelo jornal Estado de S. Paulo, no caderno havia anotações de números de celular atribuídos a Jair Bolsonaro, Flávio Bolsonaro e Michelle Bolsonaro.

Em outras páginas da caderneta havia também registros de números de policiais e pessoas envolvidas com milícias e políticos do Rio de Janeiro.

Números da família Bolsonaro ocupam parte significativa dos papéis do caderno. Em uma folha estão anotados dois números de Bolsonaro e um de Michelle. Em outra página, há o contado de Flávio Bolsonaro e de sua esposa, Fernanda.

Existe também um número atribuído a Max Guilherme Machado de Moura, ex-segurança e hoje assessor especial de Bolsonaro. O sócio de Flávio Bolsonaro em uma loja de chocolates, que é investigada por lavagem de dinheiro, Alexandre Santini, também tem seu número anotado.

Indicações de Márcia mostram que as anotações foram feitas após a eleição de 2018. Os deputados estaduais Rodrigo Amorim (PSL) e Marcelo do Seu Dino (PSL), o deputado federal Lourival Gomes (PSL-RJ) e o secretário de Ciência e Tecnologia do governo de Wilson Witzel (PSC), Léo Rodrigues, já estão identificados na caderneta pelos seus respectivos cargos.

300X350px_Negra.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
728X90px (2).gif