Copa: sem grupo da morte, Brasil vai pegar Sérvia, Suíça e Camarões


(Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

O Brasil terá Sérvia, Suíça e Camarões pela frente no Grupo G da Copa do Mundo deste ano. Os dois primeiros também foram adversários da seleção de Tite na Copa de 2018, na Rússia. O sorteio foi realizado no Centro de Exibições e Convenções de Doha, no Catar, país sede da competição, que será disputada entre 21 de novembro e 18 de dezembro deste ano. O dono da casa fará o jogo de abertura do Mundial contra o Equador.

O Brasil estreará diante dos sérvios no dia 24 de novembro, uma quinta-feira. Quatro dias depois, em uma segunda-feira, encara os suíços. A participação na primeira fase chega ao fim no dia 2 de dezembro, uma sexta-feira, contra os camaroneses.

Os três adversários são velhos conhecidos dos brasileiros em fases de grupo na Copa. Sérvia e Suíça, por exemplo, foram rivais na última edição, há quatro anos, na Rússia. Já Camarões esteve no caminho nas campanhas do tetracampeonato, em 1994, nos Estados Unidos, de 2014, quando o Brasil sediou o torneio.

Presente no sorteio, em Doha, Tite analisou a chave da seleção brasileira e previu dificuldades.

"Expectativa e novidade não é, em termos de nomes. Claro que é um acompanhamento maior e o objetivo é sempre ligado na seleção brasileira, na consolidação e na construção dela. É um grau de dificuldade que os mundiais nos trazem", disse.

Sobre o fato de não haver uma chave mais difícil, que possa ser chamada de "grupo da morte", o sorteio, o treinador comentou: "Nem da morte e nem da vida, todos têm sempre um grau de dificuldade. Tem o de Portugal com Uruguai, Coreia do Sul, Gana...".

Ainda faltam serem conhecidos três participantes do Mundial. Um deles sairá do duelo entre Costa Rica (quarta colocada das Eliminatórias das Américas Central e do Norte) e Nova Zelândia (vencedora da Oceania) e será alocado no Grupo E, junto com Espanha, Alemanha e Japão.

Outro será decidido no confronto entre Peru (quinto da América do Sul) e a Austrália ou Emirados Árabes Unidos (que se enfrentam para definir o representante asiático da repescagem). Quem avançar, integrará o Grupo D, de França (atual campeã mundial), Dinamarca e Tunísia.

O último europeu confirmado sairá da partida entre País de Gales contra o ganhador de Escócia e Ucrânia - que jogariam em março, mas cujo embate foi adiado, devido à ação militar russa no território ucraniano. O classificado será inserido no Grupo B, com Inglaterra, Irã e Estados Unidos.

O sorteio teve de obedecer algumas regras. Países de mesmo continente, por exemplo, não poderiam cair na mesma chave, exceto os europeus (com limite de dois por grupo). A restrição também vale às seleções que se classificarem pelas repescagens.

As equipes foram divididas por quatro potes, conforme a posição no ranking da Fifa. As exceções foram o anfitrião Catar (situado automaticamente no pote um, ao lado das sete seleções mais bem colocadas) e as três equipes vindas das repescagens, que foram inseridas no pote quatro.


Confira os grupos da Copa do Mundo.

Grupo A: Catar, Equador, Senegal e Holanda.

Grupo B: Inglaterra, Irã, Estados Unidos e País de Gales/Escócia/Ucrânia

Grupo C: Argentina, Arábia Saudita, México e Polônia.

Grupo D: França, Peru/Emirados Árabes Unidos/Austrália, Dinamarca e Tunísia.

Grupo E: Espanha, Costa Rica/Nova Zelândia, Alemanha e Japão.

Grupo F: Bélgica, Canadá, Marrocos e Croácia.

Grupo G: Brasil, Sérvia, Suíça e Camarões.

Grupo H: Portugal, Gana, Uruguai e Coreia do Sul.

300x250px.gif
728x90px.gif