CoronaVac chega ao Brasil em até uma semana


Os primeiros seis milhões de doses da vacina produzida pelo laboratório chinês Sinovac devem chegar ao Brasil em até uma semana. A informação foi dada nesta segunda-feira (2¨) pelo governador de São Paulo, João Doria.

A importação da vacina chinesa batizada de CoronaVac foi autorizada pela Anvisa (Agência de Vigilância Sanitária) na última sexta-feira, e o primeiro lote de seis milhões está previsto no acordo feito com o Instituto Butantan, em São Paulo.

O acordo prevê a compra de seis milhões de doses já embaladas da vacina, além da produção, até dezembro, de outros 40 milhões de doses no Brasil. A segunda fase, no entanto, depende da liberação de importação de insumos da China, o que ainda não foi autorizado pela Anvisa, órgão vinculado ao governo federal.

"Os primeiros seis milhões de doses chegarão até segunda em voo a São Paulo. Os outros 40 milhões de doses serão produzidos a partir de insumos que ainda esperam manifestação da Anvisa, para que o Butantan possa produzir a vacina", disse Doria em entrevista coletiva nesta segunda-feira.

Bolsonaro: 'Não sei porque correr em cima dessa'

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira que não entende a "pressa" no desenvolvimento da vacina contra a Covid-19. Citando mais uma vez a cloroquina, Bolsonaro questionou se não seria mais fácil e barato "investir na cura do que na vacina ". O remédio citado pelo presidente, no entanto, não tem eficácia científica comprovada contra a Covid-19 e foi rejeitado pela principal agência de controle de medicamentos dos Estados Unidos e pela Organização Mundial da Saúde.

"O que nós queremos é buscar a solução para o caso. Agora, pelo que tudo indica, a vacina que menos demorou até hoje foram quatro anos, eu não sei porque correr em cima dessa", disse Bolsonaro, sem mencionar a vacina de Oxford, ainda em fase de testes no Brasil e no Reino Unido, pela qual o governo brasileiro está investindo R$ 1,9 bilhão para viabilizar a produção e aquisição de 100 milhões de doses.

Covid-19 nesta segunda-feira

O estado de São Paulo soma 1.092.843 casos confirmados de Covid, e 38.753 óbitos em decorrência da doença. Segundo as autoridades sanitárias, os números mostram que o estado passou para uma curva descendente de infecções.

O Brasil registrou 263 novos óbitos e o total atinge 157.397. Também foram notificados 15.726 novos casos da doença, com o total de infecções confirmadas no país atingindo 5.409.854. As contagens diárias tendem a ser mais baixas às segundas e domingos, em função de um represamento de testes nos finais de semana.

300X350px_Negra.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
728X90px (2).gif