CoronaVac mostra-se eficaz contra ômicron, diz Sinovac


(Divulgação/Governo SP)

A vacina contra covid-19 CoronaVac tem-se mostrado eficaz contra a variante ômicron do coronavírus, disse nesta terça-feira (7) Weidong Yin, presidente do laboratório chinês Sinovac, responsável pelo desenvolvimento do imunizante. Segundo Weidong Yin, o laboratório trabalha para desenvolver um imunizante específico para a nova cepa.

As declarações foram dadas durante simpósio realizado no Instituto Butantan sobre a CoronaVac, vacina envasada no Brasil pelo instituto paulista e que deu a largada na campanha nacional de vacinação contra a covid-19 no país em janeiro deste ano.

"Vimos o surgimento de variantes da covid-19, e a Ômicron nos preocupa tanto. A vacina tem-se provado eficaz contra essa variante, e estamos desenvolvendo um novo imunizante com base na variante", disse o presidente da Sinovac, segundo nota divulgada pelo Butantan.

Na segunda-feira, o presidente do Butantan, Dimas Covas, declarou que o governo Bolsonaro ignorou a oferta de 15 milhões de doses da CoronaVac e reclamou que o Ministério da Saúde não encomendou doses adicionais além das 100 milhões que foram contratadas e entregues. O ministério alega que agora só vai adquirir imunizantes que tenham o registro definitivo na Anvisa.

O presidente Jair Bolsonaro já deu diversas declarações contra a Coronavac - que chamava de "aquela vacina chinesa" - e chegou a vetar a compra por questões políticas com o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), cujo governo é responsável pela administração do Butantan.

300X350px_Negra.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
728X90px (2).gif