top of page

Corpo da artista plástica 'Cabocla' é sepultado em SG

O homem que conduzia o quadriciclo envolvido em acidente que matou a jovem artista plástica Amanda Freitas, na Avenida Beira-mar, em Camboinhas, Região Oceânica de Niterói, no último sábado (14/1), continua foragido. Identificado como Paulo César Bocanera Júnior, ele também é apontado como o dono do veículo e informou em entrevista ao g1 que deve se apresentar à polícia ainda nesta segunda-feira (16/1).

Reprodução TV

O corpo de ‘Cabocla’, como era conhecida entre os artistas de sua geração, foi sepultado no início da tarde de hoje no Cemitério Parque da Paz, em São Gonçalo. Amanda tinha 25 anos e morreu na hora.


A outra jovem que se feriu na capotagem do quadriciclo foi levada para o Hospital Estadual Azevedo Lima (Heal) e já recebeu alta médica.


Grafiteira, ilustradora e artista plástica, ela retratava o feminino e a natureza.

Reprodução


"A figura da mulher tribal tem um grande poder e influência sobre minha arte. Vejo meu trabalho como uma oportunidade de espalhar nossa cultura em forma de arte e para lembrar da riqueza da nossa origem indígena e as raízes desse país", escreveu Cabocla nas redes sociais, onde publicava vídeos e fotos das obras.





300x250px.gif
728x90px.gif