Covid é causa de 42% das mortes naturais no estado RJ

Atualizado: Mai 3


(Fotos Públicas)

Ao longo do mês de abril deste ano, a Covid-19 causou 41,95% das mortes naturais no estado do Rio de Janeiro.

Com base em informações divulgadas pelo Portal da Transparência do Registro Civil, esse foi o pior resultado desde o início da pandemia.

Em abril, foram registradas 16.232 mortes no Rio de Janeiro, das quais 6.809 foram causadas pelo novo coronavírus. Em março, as mortes por Covid-19 foram 6.778, sendo 30,46% das mortes do estado no mês.

O pior resultado percentual antes de abril aconteceu em maio de 2020, quando 33,5% das mortes no estado foram causadas pelo novo coronavírus.

No total, entre março de 2020 e abril deste ano, 22,81% das mortes naturais foram causadas pelo vírus SARS-CoV-2. A base de dados do Portal da Transparência do Registro Civil é abastecida em tempo real pelos cartórios de registro civil brasileiros.

Um dos piores cenários do país

O estado do Rio é um dos mais impactados pela pandemia no Brasil. Segundo dados do Ministério da Saúde, o território fluminense teve 44.619 mortes por Covid-19 até agora, além de 745.456 casos confirmados. O estado tem o segundo pior número absoluto de mortes do país, atrás somente de São Paulo, que tem 96.941. O território paulista, porém, tem mais que o dobro da população do estado do Rio de Janeiro.

Em números proporcionais à população, a taxa de mortalidade no Rio de Janeiro é de 258,4 a cada 100 mil habitantes, acima da média nacional e da região Sudeste. Entre as unidades federativas, o Rio de Janeiro está atrás apenas de Rondônia e Amazonas, que registram taxas de 291,5 e 304,9 mortes a cada 100 mil habitantes, respectivamente.

Vacinação estado

Conforme dados do consórcio dos veículos de imprensa, com base em informações das secretarias estaduais de Saúde, o Rio de Janeiro vacinou 2.273.639 pessoas com a primeira dose de vacina contra a Covid-19 - o equivalente a 13,09% da população. No total, 959.797 cidadãos fluminenses receberam a segunda dose, o que equivale a 5,53% dos habitantes do estado.

Em todo o Brasil, 31.812.086 pessoas receberam pelo menos uma dose de um imunizante contra a Covid-19, o equivalente a 15,02% da população. Enquanto isso, 15.822.873 pessoas receberam a segunda dose - cerca de 7,5% dos brasileiros.

Brasil: média móvel de 2.407 mortes

O país registrou 1.210 mortes pela doença nas últimas 24 horas e totalizou neste domingo (2) 407.775 óbitos desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias chegou a 2.407. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de -16%, indicando tendência de queda nos óbitos por Covid-19.

Os números são do consórcio de veículos de imprensa sobre a situação da pandemia de coronavírus no Brasil, com dados das secretarias estaduais de Saúde.

Já são 47 dias com a média móvel de óbitos acima dos 2 mil mortos por dia. No pior período da pandemia em 2020 o país registrou 31 dias seguidos de média móvel acima da marca de 1 mil. O recorde, na época, foi de 1.097 óbitos por dia, média registrada em 25 de julho.

Em casos confirmados, 14.753.983 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 28.493 desses confirmados neste domingo.

1/3
300x250px - para veicular a partir do di

 Conheça a nova Scooter Elétrica

Não precisa de CNH, sem placa e sem IPVA

Leia também: