Covid aumenta no estado e governo endurece restrições


(Reprodução)

O governador em exercício do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, prorrogou até o dia 6 de outubro algumas medidas restritivas de enfrentamento à Covid-19. A determinação acontece no momento em que aumenta a média móvel de mortes e há tendência de crescimento no contágio da doença em todo o estado. O aumento na média de óbitos em comparação com as duas semanas anteriores foi de 36%. A média móvel no estado agora é de 98 mortes e 1.335 casos por dia. A última vez que os números aumentaram tinha sido em 31 de agosto.

O governo confirmou a suspensão de eventos com a presença de público, como shows, e a permanência nas praias e lagoas, informou Agência Brasil. A previsão de retorno às aulas na rede estadual de educação, inclusive nas unidades de ensino superior, continua sendo o dia 5 de outubro.

A retomada das aulas somente vai ser autorizada em regiões de baixo risco de contaminação por, no mínimo, duas semanas seguidas.

O documento foi publicado no Diário Oficial na sexta-feira (18). A medida mantém a alteração de funcionamento de bares e restaurantes, que podem continuar atendendo ao público com 50% da sua capacidade de lotação, até 1h da madrugada, mas com a proibição do consumo de bebidas alcoólicas em ambiente externo depois das 22h.

Ficam autorizados os serviços de consumo de bebidas alcoólicas apenas para clientes acomodados e sentados em mesas e cadeiras nas áreas internas e externas, respeitando o distanciamento mínimo de 1 a 2 metros. Música ao vivo e sistema de atendimento self-service continuam suspensos.

Também fica proibido, aos sábados, domingos e feriados, o estacionamento de veículos particulares em toda a orla da cidade do Rio de Janeiro. É obrigatório o uso de máscaras em espaços públicos, transportes públicos, estabelecimentos comerciais e repartições públicas estaduais.

O decreto mantém a recomendação às prefeituras fluminenses de reabertura gradual de setores do comércio e da indústria, de acordo com as especificidades de cada cidade, em horários específicos para evitar aglomerações. Os municípios têm autonomia para manter suas determinações e regras.

300X350px_Negra.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
728X90px (2).gif