Covid: posse de Fux contamina metade da República


Os Três Poderes reunidos na cerimônia de posse do presidente do STF, Luiz Fux, na quinta-feira (10) (Foto: STF)

Depois que uma parte dos principais Poderes da República já havia caído doente com a Covid-19, entre eles o Chefe do Executivo, Jair Bolsonaro, e o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM), quase que todo o resto dos principais dirigentes do País também sucumbiram diante da doença contaminados - possivelmente - na posse do novo presidente do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, ele próprio em quarentena depois de testar positivo para o novo coronavírus na última segunda-feira (14).

Além do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), confirmaram exames positivos para Covid-19, nesta quarta-feira, dois ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Luís Felipe Salomão e Antonio Saldanha Palheiro, que estiveram na posse de Fux.

Além deles, também a presidente do Tribunal Superior do Trabalho, a ministra Maria Cristina Peduzzi, foi hospitalizada na noite de terça-feira após apresentar sintomas da Covid-19. A magistrada ficará em observação até o resultado dos exames.

Rodrigo Maia confirmou o diagnóstico após fazer o teste ao sentir sintomas leves, como temperatura mais alta e indisposição.

"Ele manifestou sintomas brandos da doença e está se tratando na residência oficial da Câmara dos Deputados, onde seguirá em isolamento respeitando as recomendações médicas", diz uma nota da assessoria de imprensa do presidente da Câmara.

A cerimônia de posse também contou com a participação do presidente Jair Bolsonaro, entre outras autoridades dos três Poderes.

300X350px_Negra.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
728X90px (2).gif