CPI da Covid já tem quase 200 pedidos de investigações


Ex-ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello é alvo da CPI, que pode definir o futuro de Bolsonaro (Reprodução)

No primeiro dia, a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 já recebeu pelo menos 173 pedidos feitos por congressistas em Brasília, além de outros que continuaram chegando a comissão nesta quarta-feira (28).

A informação foi publicada pela Folha. A maior parte dos requerimentos referem-se a convocações não só do atual ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, mas também seus antecessores no comando da pasta durante o governo Bolsonaro: Luiz Henrique Mandetta, Nelson Teich e Eduardo Pazuello.

Outro foco dos pedidos é a investigação sobre o colapso do sistema de saúde do Amazonas: o fornecimento de oxigênio, de equipamentos de proteção, de remédios para kit intubação e a abertura de leitos devem ser examinados pela CPI.

Os pedidos precisam ser pautados pelo presidente da comissão, o senador Omar Aziz (PSD-AM), e depois votados pelos demais membros.

O vice-presidente da comissão, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), afirmou que a CPI "foi instalada sobre a necessidade de honrar a memória dos mais de 380 mil mortos no Brasil". Segundo ele, o inquérito será importante também para averiguar a disseminação de fakenews sobre a Covid-19, que contribuíram para propagar negacionismo em relação à gravidade da doença.

Já o senador Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI, que apresentou 11 requerimentos logo no primeiro dia, afirmou em seu primeiro discurso que a comissão não fará perseguições, mas que é preciso punir "imediata e emblematicamente" os responsáveis pelas mortes durante a pandemia.

Para deixar bem claro quais serão os focos principais da CPI, Renan criticou a entrega do Ministério da Saúde ao general Eduardo Pazuello. “A diretriz é clara: militar nos quartéis e médicos na saúde. Quando se inverte, a morte é certa”, afirmou.

No mesmo dia, o presidente Jair Bolsonaro tentou esquivar-se: "Eu não errei em nada", disse ele, que faltou combinar com a maioria dos integrantes da CPI.

1/3
300x250px - para veicular a partir do di

 Conheça a nova Scooter Elétrica

Não precisa de CNH, sem placa e sem IPVA

Leia também: