top of page

Criadores do Plano Real declaram apoio a Lula no 2º turno


Os economistas Armínio Fraga, Edmar Bacha, Pedro Malan e Persio Arida (Reprodução)

Entre as autoridades econômicas do país, está o ex-presidente do Banco Central (BC) Armínio Fraga, que comandou a instituição durante o segundo mandato do governo de Fernando Henrique Cardoso. Fraga declarou sua preferência ao petista no 2º turno das eleições na terça-feira (4).


Outro importante nome no assunto, Pedro Malan, foi ministro da Fazenda durante o governo de FHC e também presidiu o Banco Central no governo de Itamar Franco.


Persio Arida e Edmar Bacha também se posicionaram a favor da candidatura petista. Em nota, os quatro economistas afirmaram que vão votar em Lula.


"Votaremos em Lula no 2º turno; nossa expectativa é de condução responsável da economia".


A trupe econômica composta por Armínio Fraga, Edmar Bacha, Pedro Malan e Persio Arida colaborou na linha de frente da criação e execução do Plano Real no país .


Persio Arida é ex-presidente do BNDES e também do Banco Central . O economista declarou seu voto a Lula na quarta-feira (5), segundo informações divulgadas pelo Globo.


Arida afirmou que o governo do presidente Jair Bolsonaro (PL) significa “claramente uma ameaça à democracia brasileira” e que em seu governo houve “imenso retrocesso civilizatório”, disse.


Arida foi coordenador do programa do atual candidato a vice-presidente pelo PT, Geraldo Alckmin. Para ele, um eventual governo Lula estará diante de uma base de apoio mais ao centro e será responsável fiscalmente apresentando uma “expectativa de boas políticas econômicas na direção das reformas”.


Armínio Fraga sempre se posicionou de forma crítica à gestão de Jair Bolsonaro (PL). No dia 11 de agosto, durante evento em defesa da democracia, organizado na Faculdade de Direito da USP, ele discursou com a leitura de duas cartas. O encontro ocorreu na ocasião em que Bolsonaro disferiu contra o processo eleitoral. Ao Estadão, Fraga disse:


“Vou declarar apoio a Lula. Pensei em anular para indicar pouca confiança nos dois finalistas, pensando nas oportunidades desperdiçadas pelo PT no poder. Não vejo uma margem suficiente e, como já disse, os riscos aumentaram”.


Fonte: IG

300x250px.gif
728x90px.gif