Crianças do Caramujo vão participar do Programa Forças no Esporte

As crianças que participam de atividades no Parque Esportivo e Social do Caramujo (Pesc), equipamento da Prefeitura de Niterói, começaram a semana com mais uma atividade na agenda: o Programa Forças no Esporte (Profesp). Duas vezes por semana, o grupo irá à área da Marinha localizada na Ilha das Flores para prática de atividades esportivas e físicas, além de atividades inclusivas, de cunho cívico e social, realizadas no contraturno escolar. As atividades começaram nesta terça-feira (17/8) com um grupo de 10 crianças divididas em dois turnos.

Divulgação

O administrador Regional da Zona Norte, Oto Bahia, ressalta a mudança no olhar dos moradores para a própria realidade.


"Este projeto é uma grande oportunidade de mudança de olhar sobre o nosso bairro e, principalmente, dos moradores dessa região sobre as oportunidades da vida. Com isso, estamos fazendo um enfrentamento social e uma mudança de paradigmas”, disse Oto.


Segundo o coordenador do Pesc, Carlos Aveiro, a parceria vai beneficiar 25 crianças.


“São 25 vagas para as crianças atendidas pelo Parque. No início, devido à logística e com as restrições da pandemia, começaremos com 10. São 6 crianças na parte da manhã e 4 no horário da tarde, no contraturno escolar. Serão oferecidas atividades esportivas, cívicas, de reforço escolar e alimentação no local, além de ser uma grande porta para revelar talentos”, explicou Aveiro.


O Profesp foi criado pelo Ministério da Defesa em 2003 e beneficia aproximadamente 30 mil crianças em 300 núcleos espalhados pelo país. O Programa tem como público-alvo, crianças, jovens, adolescentes com idade entre 6 e 18 anos, em situação de vulnerabilidade social, regularmente matriculados na rede oficial de ensino.


"Minha experiência com esse projeto começou em 2009, quando eu era oficial da Marinha. O Profesp é uma ferramenta social que traz esperança e abre fronteiras para as crianças com novas oportunidades e reforça a necessidade do estudo como ferramenta de crescimento profissional. Como coordenador, somo 213 medalhas internacionais, sendo 99% de crianças oriundas desse projeto e vejo como uma grande chance, não só no esporte, mas também na percepção da importância do trabalho em conjunto, respeito e educação", ressaltou Carlos Aveiro.


O Parque Esportivo e Social do Caramujo completou um ano de sua inauguração nesta segunda-feira (16) e atende, atualmente, 400 pessoas, a partir dos 6 anos de idade. O local oferece treinamento gratuito de várias modalidades olímpicas como atletismo, levantamento de peso olímpico (LPO), lutas, badminton, tiro com arco e o iniciante, nessas Olimpíadas de Tóquio, skate.


Além das modalidades olímpicas, o Parque oferece aulas de funcional fitness, circuito funcional, skate, luta greco romana, muay thay, educação ambiental e ritmos. Além disso, para os que desejam, os professores fazem a avaliação antropométrica com pesagem, medição de circunferência abdominal, altura, Índice de Massa Corporal (IMC), percentual de gordura e índice de padrão de crescimento.


Outras atividades ainda serão implementadas, principalmente as de contato que atualmente não podem ser desenvolvidas devido a pandemia para respeitar as regras de distanciamento social e os protocolos sanitários. Nesta lista estão Jiu-jítsu, futebol, basquete, vôlei e capoeira.


Fonte: Coordenadoria de Comunicação da Prefeitura de Niterói.

300x250px.gif
728x90px.gif