Cuba pretende distribuir vacina contra Covid-19 gratuitamente para AL

O nome dela é Soberana 1. Desenvolvida por cientistas do Instituto Finlay de Vacinas, a vacina cubana contra a Covid-19 está na segunda fase de testes clínicos e tem previsão de estar disponível para ampla utilização no primeiro trimestre de 2021.


Reprodução

Nesta quarta-feira (9/9), o governo de Cuba firmou acordo com a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) para que a vacina seja distribuída gratuitamente a todos os países latino-americanos que tiverem interesse.


Pelo acordo, a OPAS comprará milhares de doses e garantirá a distribuição em esquema de cooperação regional. A ideia é priorizar países com maiores dificuldades econômicas, que não terão acesso imediato a outras vacinas.


A Soberana 1 está na segunda fase de testes clínicos, iniciados nesta primeira semana de setembro, com aplicação de doses em 600 voluntários com idades entre 16 e 80 anos. Na primeira fase de testes — também realizada com 600 voluntários — os resultados foram altamente positivos.


Os testes iniciais comprovaram que Soberana 1 produz imunidade. Não houve registro de reações adversas ou efeitos colaterais. A única reclamação foi em relação a uma dor leve no local da vacina, efeito comum na aplicação de qualquer substância injetável.


*Com informações da Prensa Latina.

300X350px_Negra.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
728X90px (2).gif