top of page

Cultura e Educação celebram Centenário de Darcy Ribeiro

Um seminário e uma exposição no Solar do Jambeiro são destaque nas comemorações do centenário de Darcy Ribeiro em Niterói. Os eventos gratuitos, que acontecem no dia 1º de dezembro, têm a realização da Prefeitura e contarão com as presenças do prefeito Axel Grael, do ex-prefeito Rodrigo Neves e do presidente da Fundação de Arte de Niterói (FAN), Fernando Brandão, como convidados.

Darcy Ribeiro entre os índios Urubu-Kaapor / Acervo Fundação Darcy Ribeiro

A exposição 'Darcy Ribeiro Um Século' abre ao público às 17h, e fica em cartaz até o dia 8 de janeiro de 2023. A mostra reúne dezenas de fotos, vídeos e textos selecionados com apoio do Movimento dos Aposentados, Pensionistas e Idosos do PDT (Mapi), do Centro de Memória Trabalhista (CMT) e da Fundação Darcy Ribeiro.


Já o seminário será das 9h às 17h e inclui palestras sobre a trajetória de Darcy como antropólogo, historiador, sociólogo, escritor, educador e político. Entre os palestrantes estão o secretário-geral do PDT e presidente nacional da Fundação Leonel Brizola – Alberto Pasqualini (FLB-AP), Manoel Dias; o jornalista Eric Nepomuceno; e os professores Ademir Ramos e Lincoln de Araújo Santos, este último secretário de Educação de Niterói.

Divulgação

Serviço:


Exposição 'Darcy Ribeiro Um Século'

Abertura: 1º de dezembro de 2022

Encerramento: 8 de janeiro de 2023

Seminário

Data: 1º de dezembro de 2022

Horário: das 9h às 17h

Local: Solar do Jambeiro

Endereço: Rua Presidente Domiciano, 195, Ingá

Entrada gratuita

Reprodução

Centenário


O centenário de Darcy Ribeiro, que nasceu no dia 26 de outubro de 1922, vem sendo celebrado na cidade desde o início deste ano, quando seu companheiro de partido e de luta, Leonel Brizola, também completou 100 anos de nascimento, no dia 22 de janeiro.


O prefeito Axel Grael, em sessão solene na Câmara Municipal em homenagem a Brizola, em julho passado, falou do legado de Darcy à educação brasileira com a criação dos CIEPs.


"Participei do segundo governo de Brizola como presidente do Instituto Estadual de Florestas (IEF). Foi uma experiência que marcou a minha vida porque trabalhei ao lado de Brizola e de Darcy Ribeiro. Participei das reuniões que decidiram pela implantação do projeto dos CIEPs. Não somente os prédios porque o projeto dos CIEPs era um conceito pedagógico", discursou na ocasião.

Saraus nas escolas / Foto: Alex Ramos / Prefeitura de Niterói

Saraus nas escolas do município


No dia 26 de outubro, as Secretarias Municipais das Culturas (SMC) e de Educação (SME) realizaram na Escola Municipal Altivo César uma programação especial em comemoração ao centenário de Darcy Ribeiro. Com participação de artistas da comunidade, profissionais da educação, estudantes e seus responsáveis, o encontro reuniu arte, cultura, resistência e reflexão.


“A parceria entre cultura e educação é estratégica, demonstrando a importância dessas áreas atuarem juntas na construção de políticas públicas de interesse da população, em benefício das novas gerações. Darcy deixou um legado imensurável para a educação, em sinergia com a cultura, que vai se desdobrar em projetos em Niterói, seguindo os passos do educador”, disse o secretário das Culturas, Alexandre Santini.


O secretário de Educação, Lincoln Araújo, ressaltou a importância de Darcy na Educação do país.


“Nós estamos desde abril celebrando Darcy Ribeiro, que é uma das grandes inteligências que o país produziu. Ele foi antropólogo, escritor, poeta, educador... Fez ‘fazimentos’ — uma expressão que ele muito usou —, como os Cieps. É uma figura importantíssima para a República do Brasil e Niterói não podia deixar de lembrar e celebrar o centenário de nascimento desse brasileiro tão importante para nós, da área de Educação”, afirmou.


O Sarau compõe o calendário das secretarias que, em parceria, desenvolveram ao longo do ano uma série de atividades para homenagear o educador e seus ideais. A temática das apresentações (música, dança, performance, poema, etc.) tratou de questões presentes na vida e obra de Darcy, tais como a luta por justiça social e por uma educação pública gratuita e de qualidade; povos originários e suas culturas; direitos humanos e diversidade cultural.

Os secretário Alexandre Santini (cultura) e Lincon Araújo (educação) / Divulgação

Animadores Culturais


No dia 26 de agosto, a Casa Amarela da Secretaria Municipal de Educação, no Centro, sediou uma roda de conversa com representantes da sociedade civil, educadores e artistas para tratar da implantação em Niterói do programa 'Animadores Culturais nas escolas’. O projeto foi criado por Darcy nos CIEPs, durante o governo Leonel Brizola no estado do Rio.


O bate-papo teve as presenças do secretário de Educação, Lincoln Araújo, do secretário das Culturas, Alexandre Santini, da escritora e pós-doutora em Educação Lia Faria, do ator e animador cultural Richard Riguetti, e do teatrólogo Amir Haddad, diretor, ator, criador do grupo “Tá na Rua” e reconhecido internacionalmente por sua trajetória nas artes públicas.


“A roda de conversa servirá como base para um estudo, para ver a possibilidade de implantação de um projeto similar ao ‘Animadores Culturais’ na rede de educação de Niterói, como foi idealizado por Darcy Ribeiro nos CIEPs”, explicou Lincoln Araújo.


O secretário das Culturas, Alexandre Santini, falou do êxito da proposta e da importância da atuação conjunta das duas áreas.


“Esse programa se tornou uma referência mundial e formou gerações de artistas, que trabalhavam nas escolas como animadores culturais, assim como mestres da cultura popular. É importantíssimo, porque envolve uma lógica e uma visão muito transversal de cultura, muito ampla. Então, a possibilidade de Niterói protagonizar um relançamento desse programa no centenário de Darcy Ribeiro é algo que nos enche de orgulho e de esperança. Além disso, a parceria entre cultura e educação é estratégica, demonstrando a importância dessas áreas estarem irmanadas na construção de políticas públicas de interesse da população, em benefício das nossas crianças, das novas gerações”, defendeu.

Reprodução

Sobre Darcy Ribeiro


Um dos principais pensadores da educação no Brasil, Darcy Ribeiro deixou uma vasta contribuição para a causa indígena e para a educação, principalmente a pública. O educador foi o idealizador dos CIEPs – Centros Integrados de Educação Pública, que tiveram como principal objetivo implantar a educação em tempo integral nas escolas públicas do estado do Rio de Janeiro.


Darcy Ribeiro foi ministro da Educação no governo João Goulart, e sua visão de educação foi profundamente influenciada pelo movimento Escola Nova, que procurava renovar a educação opondo-se aos métodos tradicionais de ensino e tornando a escola instrumento de combate às desigualdades sociais.


Como secretário estadual de Educação do governo Leonel Brizola, o educador Darcy Ribeiro trabalhou para implementar atividades artísticas através dos animadores culturais, na agenda de atividades dos CIEPs, integrando-as ao currículo escolar. Criava, assim, o Programa de Animação Cultural, que ajudou a formular uma política educacional que contemplasse, em sua metodologia, a criatividade humana.

Comments


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page