top of page

Dançarino morre baleado de fuzil em comunidade no Fonseca


Foto: Reprodução/Redes sociais

Um dançarino de 23 anos morreu após ser baleado, na comunidade da Otto, no Fonseca, em Niterói, na terça-feira (20/12). Matheus Bruno dos Santos foi atingido por um disparo de fuzil.


De acordo com a Polícia Militar, uma equipe do Grupo de Ações Táticas (GAT) fazia patrulhamento pela Rua João Brasil, na Engenhoca, quando algumas pessoas informaram que havia um homem armado praticando assaltos próximo ao local.


Ainda segundo a PM, a travessa da Otto seria usada como rota de fugo pelo susposto assaltante, que estaria a pé. No local, os agentes encontraram um homem portando pistolas. Ele realizou disparos e os policiais revidaram, dando início a um confronto.


O suspeito foi ferido e ficou caído no local. Ao se aproximarem, os policiais informaram que o homem portava documento de identidade em nome de Matheus. Os policiais ainda contaram em depoimento que o rapaz estava com uma pistola, de calibre 45, e um rádio comunicador.


Segundo a família de Matheus, ele estaria participando de uma websérie "Sem Ocupação" e tem mais de oito milhões de inscritos. No primeiro vídeo, teaser da série, Matheus aparece com uma arma de airsoft. O jovem era dançarino e ator e não tinha passagem pela polícia.


A namorada de Matheus, Adriele Alexandre, de 23 anos, conta que as gravações sempre eram autorizadas pela polícia.


"Quando ele vai gravar o dono da websérie pede autorização para a polícia. Ontem, quando a polícia entrou na comunidade não havia gravação", disse.


Segundo Adriele, a websérie é gravada como uma espécie de diversão e todos os integrantes do grupo tem profissões.


A sogra de Matheus, Cláudia de Souza, defendeu que o genro “não era bandido”.


“Matheus não era bandido. Não tinha arma. Não tinha rádio. Sequer entrada na polícia. E foi assassinado pelo estado. Ele estava conversando com dois amigos que foram presos, mas já estão em casa. Matheus morreu. A polícia já chegou atirando, abateram ele. Disseram que foi um confronto, mas é mentira. Meu genro não vai ser enterrado como bandido”, disse.


Matheus chegou a ser levado para o Hospital Estadual Azevedo Lima, no Fonseca, mas não resistiu. O jovem foi enterrado no cemitério Maruí, no Barreto, na tarde desta quarta-feira (21/12).


Comentários


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page