Datafolha: 69% não encontraram outra fonte de renda


(Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Pesquisa realizada pelo Datafolha mostra que 69% dos brasileiros que receberam o auxílio emergencial não encontraram outra fonte de renda para substituir o benefício que foi extinto ainda em plena pandemia.

De acordo com o levantamento, 40% da população brasileira pediu o auxílio de R$ 600, que em outubro baixou para a metade. Entre aqueles que tiveram direito ao benefício, 89% já receberam a última parcela.

Os números mostram ainda que 18% dos brasileiros que se cadastraram para retirar o auxílio não receberam nenhuma parcela. Além disso, a pesquisa revela que apenas 38% das pessoas que receberam o benefício economizaram parte do dinheiro recebido para utilizar após o fim do auxílio.

​Especialistas preveem que o fim do auxílio emergencial, que se encerrou no mês de dezembro, trará graves consequências sociais e econômicas para o país. Uma pesquisa do Datafolha publicada no dia 21 de dezembro apontou que 36% das famílias beneficiadas pelo auxílio emergencial tinham no benefício sua única fonte de renda.

Em 2020, o Brasil voltou a atingir, após seis anos, a marca negativa de 14 milhões de famílias na miséria: 39,9 milhões de brasileiros têm renda de até R$ 89 por pessoa, por mês.

Segundo uma pesquisa do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) publicada em novembro, 13% da população do Brasil (cerca de 20,7 milhões de pessoas) deixou de comer porque "não havia dinheiro para comprar mais comida" durante a pandemia de Covid-19.

300X350px_Negra.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
728X90px (2).gif