Deputado bolsonarista é preso em Niterói por desafiar a quarentena e agredir PM

O deputado estadual Gustavo Schmidt (PSL) foi detido na madrugada desta sexta-feira (27) acusado de agredir um policial, no bairro de Camboinhas, Região Oceânica de Nitetrói. Apesar das recomendações da prefeitura de Niterói e do governo do estado de isolamento social, o deputado bolsonarista estava em uma festa com outras pessoas quando por volta de 0h30 policiais militares do 12º BPM de Niterói chegaram ao local para averiguar denúncia de vizinhos de som alto além do horário permitido. Conforme mostram os vídeos feitos por um dos policiais, o deputado, alterado, discutiu com os policias, xingou e tentou agredir chegando a quebrar o óculos de um deles. Foi levado para a Delegacia do Centro de Niterói (76ª DP), onde, mesmo algemado, continuou tentando agredir o policial (no vídeo). Em sua defesa, o deputado alegou que participava de uma comemoração com menos de 20 pessoas e disse que não agrediu os agentes, mas sim que teria sido agredido e agiu em legítima defesa. O deputado disse ainda que foi ameaçado dentro da viatura pelos policiais. Na delegacia, o parlamentar teria desacatado também a delegada que estava de plantão. Em fevereiro, o Ministério Público Eleitoral e a Corregedoria da Alerj abriram uma investigação contra o parlamentar, acusado de manter com dinheiro público, em Nilópolis, um escritório de apoio para o pré-candidato à prefeitura local Wander Oliveira. O deputado negou as acusações. O deputado foi eleito na onda Bolsonaro, em 2018, com 34.869 votos.

Assista os vídeos gravados desde a chegada do deputado imobilizado à delegacia:









300x250_QuatroRodas.gif
728x90_PorqueArCondicionado.gif