Derrotado no 1º turno, Bolsonaro se cala no 2º


(Foto: Isac Nóbrega/PR)

Após a derrota acachapante que sofreu ao tentar influir nas eleições no primeiro turno, o presidente Jair Bolsonaro quer distância das disputas pelos votos no próximo domingo (29). No primeiro turno das eleições, Bolsonaro pediu voto para 13 candidatos, mas só dois deles foram eleitos: Gustavo Nunes, em Ipatinga (MG), candidato do PSL, partido pelo qual Bolsonaro se elegeu presidente da República, e Mão Santa (DEM), em Parnaíba (PB).

De acordo com reportagem do Globo, a aliados, Bolsonaro diz ter se decepcionado com a postura de alguns candidatos durante a campanha. Muitos dos apoiados acharam que ele ainda tinha a mesma força eleitoral de 2018 e acreditaram que bastava ter apoio dele para garantir os votos nas cidades.

Apenas dois postulantes que tiveram seu apoio conseguiram avançar para o segundo turno: Marcelo Crivella (Republicanos), no Rio, e Capitão Wagner (Pros), em Fortaleza (CE).

O MDB - ex-PMDB - liderou o ranking de prefeituras obtidas por partido. O PP e PSD, duas legendas do chamado centrão, e DEM foram as que mais conquistaram número de municípios governados pelo país.

No ranking geral, o MDB ganhou em 766 dos 5.567 municípios. Em seguida vem o PP (672). Outro membro do centrão, o PSD subiu de 539 para 652 em números de prefeituras.

Confira abaixo a lista completa do número de prefeitos eleitos pelos partidos. Os dados são do TSE.

  • MDB – 766

  • PP – 672

  • PSD – 652

  • PSDB – 497

  • DEM – 458

  • PL – 338

  • PSB – 251

  • Republicanos – 209

  • PTB – 206

  • PT – 189

  • Cidadania – 139

  • PSC – 115

  • Podemos – 96

  • SD – 95

  • PSL – 87

  • Avante – 81

  • Patriota – 48

  • PC do B – 46

  • PV – 45

  • Pros – 41

  • PMN – 13

  • PRTB – 6

  • Rede – 6

  • PSOL – 5

  • PMB – 1

  • DC – 1

  • PTC – 1

  • Novo – 1

300X350px_Negra.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
728X90px (2).gif