Desfibrilador é furtado de hospital no Fonseca


Foto: Reprodução

A Polícia Civil está investigando o furto de um desfibrilador do Hospital Oftalmológico Santa Beatriz, no bairro Fonseca, em Niterói. O caso aconteceu no último dia 3 de maio. As câmeras de segurança do local registraram toda a ação dos criminosos, que se passaram por representantes comerciais para levar o aparelho. As imagens estão sendo analisadas por agentes da 78ª DP (Fonseca).


Nas câmeras, é possível ver um homem de camisa social branca, calça marrom, óculos e máscara no rosto entrando em uma sala, com uma mochila. Ele vasculha o espaço e acende a luz. Logo depois, o criminoso apaga a luz, vai até a porta e, em seguida, um segundo assaltante, de camisa quadriculada, calça jeans e também de máscara, aparece para vigiar o local.


Após a chegada do comparsa, o primeiro suspeito faz uma volta no consultório, onde encontra o desfibrilador. Após realizar uma análise no aparelho, ele observa se o local está sendo vigiado. Em seguida, o homem volta a mexer no equipamento, até que o coloca na mochila e deixa a sala. A ação dura cerca de dois minutos.


O desfibrilador é um aparelho leve e portável que choque elétrico através do peito para o coração, depois de uma parada cardíaca súbita, podendo interromper batidas irregulares, a arritmia, e permitir a retomada do ritmo normal, em tempo hábil. O equipamento é utilizado para evitar que haja perda ou danos em funções cardíacas e cerebrais.


No Rio, locais que tenham circulação igual ou maior do que mil pessoas, como estádios, academias, centros esportivos e de recreação são obrigados por lei a ter um aparelho desfibrilador.

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg