Dilma: diálogos provam que Lava Jato manipulou a justiça


A ex-presidente Dilma Rousseff comentou neste domingo as novas conversas divulgadas entre o então juiz Sérgio Moro e os procuradores da Lava Jato, que evidenciaram o conluio para condenar o ex-presidente Lula. Em uma sequência de tuítes, Dilma afirma que os diálogos provam que a Lava Jato de Curitiba manipulou o sistema de justiça.

"Os diálogos provam que a Lava Jato manipulou o sistema de justiça, atentou contra a soberania nacional, em acordos ilegais com agentes estrangeiros, corroeu a democracia, contribuiu para o golpe de 2016, prendeu Lula sem provas e, com isto, levou a extrema direita ao poder", afirmou Dilma.

Para ela, as gravações divulgadas das conversas entre o juiz Sérgio Moro e os procuradores liderados por Deltan Dallagnol "são suficientes para sepultar de vez a suposta imparcialidade da operação Lava Jato".

"O STF pode e deve declarar a suspeição de Moro e, assim, anular os processos contra Lula. Também pode e deve punir as ofensas cometidas por Moro e seus procuradores ao direito de defesa, ao devido processo legal, ao estado democrático de direito e ao próprio Judiciário", defendeu.


300X350px_Negra.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
728X90px (2).gif