Dino manda Lula se cuidar 'para não sofrer um atentado'


(Foto: Ricardo Stuckert)

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), recomendou ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que reforce sua segurança pessoal contra o risco de sofrer um atentado nas eleições presidenciais de 2022.

A informação foi divulgada no portal Metrópoles: "Dino se disse convencido de que a próxima será uma campanha marcada por atos de violência devido à possibilidade de o presidente Jair Bolsonaro ser derrotado. Segundo ele, o clima está sendo preparado para isso pelo próprio Bolsonaro e seus devotos mais radicais, vistam ou não farda."

A preocupação com a segurança de Lula seria compartilhada por outros líderes políticos, que avaliam a necessidade de limitar a exposição do ex-presidente durante a campanha eleitoral.

Lula lidera as intenções de voto para a Presidência no 1º e no 2º turnos, com uma considerável vantagem sobre Bolsonaro, segundo as pesquisas recentes.

Conselheiros de Lula acham que ele deverá evitar atos públicos de corpo presente e viagens e limitar suas atividades de campanha à gravação dos programas de propaganda no rádio e na televisão, aos debates virtuais ou não, e a ações nas redes sociais.

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg