Diretoras do IBESVA são homenageadas na Câmara de Niterói

Nesta sexta-feira (13/8), a partir das 18h, cinco integrantes da diretoria do Instituto de Beneficência e Espiritualidade Somos Valentes irão receber uma moção de aplausos da Câmara Municipal de Niterói, através da vereadora Valkiria Nictheroy.

Divulgação

A iniciativa tem o objetivo de reconhecer a atuação dessas mulheress que representam o empoderamento feminino atuando na luta contra a manutenção do fundamentalismo religioso que reforça estruturas sociais desiguais, machistas, racistas e homofóbicas.


Dentre as homenageadas está a presidente do IBESVA, Daniela Dantas, nordestina e moradora de Niterói há três anos que atua no combate ao preconceito com os nordestinos que migram para o sudeste.


"Mulheres pobres, mulheres pretas e mulheres nordestinas além da luta pela questão do gênero, possuem em suas pautas o combate à aporofobia, ao racismo e à xenofobia. O fato de o IBESVA enfrentar tais temas em sua raiz, que é a distorção do discurso religioso que procura legitimar essas práticas nocivas, me enche de alegria e orgulho em estar junta a essas Valentes para essa guerra que está muito longe de acabar", afirma Daniela.


Durante a mesma cerimônia o fundador do IBESVA, Reverendo Daniel Valente, também será homenageado pela Coordenadoria de Defesa dos Direitos Difusos e Enfrentamento à Intolerância Religiosa (Codir) por seu trabalho contra o fundamentalismo e a promoção do diálogo inter-religioso.


“Há muito tempo que os Valentes estão nessa senda pela construção de uma realidade saudável e pacífica para todas e todos. Mas é incrível o quanto a gente sofre retaliações! Isso nos faz perguntar: A quem interessa o esmagamento das iniciativas populares como a nossa? Qual é o grupo que nos divide e separa pra enfraquecer a nossa busca por justiça? Quem está por trás da manutenção das estruturas sociais que fazem a realidade tão amarga para a maioria do nosso povo? Foi somente quando o IBESVA trocou as palavras pelos rugidos e pelas ações concretas que conseguimos avançar em nossa agenda e esse reconhecimento da CODIR nos mostra que estamos no caminho certo!”, disse o pastor.


O instituto foi criado em 2017, como uma organização sem fins lucrativos e hoje organiza atividades para pessoas em situação de vulnerabilidade, como os moradores do Morro do Estado, Chácara e Arroz. A instituição também apoia mais de 20 famílias, com a doação de cestas básicas e outros itens, a partir da contribuição de parceiros que investem nas ações sociais.


A cerimônia será transmitida simultaneamente através das redes sociais do instituto. Para saber mais sobre o IBESVA acesse o site.


Ganhe_Ate_300x250px.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
Aumentou_728x90px.gif