DJ que agrediu ex-mulher é preso em Fortaleza


(Reprodução)

O cantor DJ Ivis, que foi gravado agredindo brutalmente sua ex-esposa Pamella Holanda, foi preso em Fortaleza, no Ceará, nesta quarta-feira (14). A prisão do artista foi confirmada pelo governador do estado, Camilo Santana (PT), por meio das redes sociais.

"Acabo de ser informado pelo nosso secretário de Segurança da prisão do DJ Ivis, no caso das agressões a Pamella Holanda. A prisão preventiva havia sido solicitada ontem pela nossa Polícia Civil e decretada há pouco pela Justiça. Que responda pelo crime cometido", publicou Camilo.

Vídeos gravados por câmera de segurança interna mostram Iverson de Souza Araújo, conhecido como DJ Ivis, agredindo a ex-mulher na frente da filha e de outras duas pessoas, a mãe dela e um funcionário do artista.

As imagens das agressões foram publicadas pela própria Pamella no domingo (11).

Até esta quarta-feira, pelo menos 10 pessoas compareceram para prestar depoimento às autoridades policiais que investigam o caso de lesão corporal no contexto de violência doméstica contra a influenciadora digital Pamella Holanda. O caso é acompanhado pelo Departamento de Proteção aos Grupos Vulneráveis (DPGV) da Polícia Civil do Ceará.

Em entrevista ao "Encontro com Fátima Bernardes", Pamella disse que foi agredida porque amamentou a filha quando estava diagnosticada com covid-19. Ela disse que foi orientada por seu médico médico a seguir amamentando a criança, de 1 mês à época, mas o cantor era contra. Segundo Pamela, Ivis dizia que ela ia passar covid para o bebê.

Citado pelo G1, especialistas afirmam que não há evidência de que o leite materno transmite o vírus da covid e que mulheres com suspeita ou confirmação podem manter a amamentação, desde que sigam recomendação de higiene e dos seus médicos.

300X350px_Negra.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
728X90px (2).gif