Duas meninas, de 4 e 7 anos, mortas em tiroteio na Baixada


Emilly Victoria, de 4 anos, e Rebeca Beatriz, de 7, foram baleadas na porta de casa em Caxias (Reprodução)

Duas crianças, de quatro e sete anos, morreram na noite de sexta-feira (4) após serem baleadas durante um tiroteio em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro. A família acusa envolvimento de policiais na troca de tiros. Parentes disseram que os policiais teriam atirado contra dois homens que estavam em uma motocicleta.

As meninas, que são primas, estavam brincando na porta de casa, na comunidade Barro Vermelho, no momento do tiroteio.

Emilly Victoria, de 4 anos, foi atingida com um tiro na cabeça, enquanto Rebeca Beatriz Rodrigues dos Santos, de 7 anos, levou um tiro no abdômen.

De acordo com os moradores, as crianças foram socorridas pelos vizinhos e levadas à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Sarapuí.

“Esses policiais causaram uma tragédia em nossa família. Que preparo é esse que eles têm? O que vemos é os bandidos crescerem e nossas crianças morrerem. Vamos correr atrás por justiça”, disse o pai de Rebeca, Maycon Douglas Moreira Santos, segundo a Folha de S.Paulo.

Em nota, a Polícia Militar diz que uma equipe fazia patrulhamento na região quando foram ouvidos disparos de armas de fogo, mas que "não houve disparos por parte dos policiais militares".

Os corpos das crianças foram enterrados neste sábado no cemitério Tanque do Anil, em Duque de Caxias, sob aplausos e gritos de "justiça".

Segundo os familiares das crianças, nenhum representante do governo do estado entrou em contato com a família para falar sobre a tragédia.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF).

300X350px_Negra.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
728X90px (2).gif