top of page
banners dengue balde niteroi 728x90 29 2 24.jpg

Educação do Estado: sem piso e com pior salário do país

O governo do estado do Rio de Janeiro paga apenas R$ 2.251,09 de vencimento-base a um professor que trabalha 40 horas. Segundo levantamento feito pelo G1, em 24 de janeiro deste ano, em comparação a outros estados os professores fluminenses recebem o pior salário do país. Mesmo sendo, segundo o IBGE, o segundo mais rico do Brasil. A situação é ainda pior para funcionários administrativos, cujo vencimento-base inicial é menor que o salário mínimo.

Foto: Elza Fiúza/ Agência Brasil / Arquivo

Nesta quarta-feira, 22 de março, o Sepe-Rio (Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio de Janeiro) convoca para uma paralisação em defesa do cumprimento do piso salarial nacional de R$ 4.420,55 para professores, do piso para todas as demais carreiras da educação pública e pela revogaçao do Novo Ensino Médio (NEM).


Às 14h, haverá um ato no Largo do Machado, e logo após, uma passeata ao Palácio Guanabara. Segundo os organizadores, no mesmo dia haverá paralisação em outras cidades do interior e região metropolitana, além de atos e protestos.

Divulgação

De acordo com a pesquisa feita pelo G1, o salário dos professores do estado do Rio está abaixo de Sergipe (R$ 4.451), Amazonas (R$ 4.749), Mato Grosso (R$ 5.024 / para jornada de 30 horas), Ceará (R$ 5.413), Roraima (R$ 6.103), Maranhão (R$ 6.867) e Mato Grosso do Sul (R$ 10.318).


Opmerkingen


Chamada Sons da Rússia5.jpg
banners dengue balde niteroi 300x250 29 2 24.jpg
Divulgação venda livro darcy.png
bottom of page