Escola estadual de Nova Friburgo recebe certificação 'Lixo Zero'

Uma escola estadual de Nova Friburgo foi certificada com o selo Lixo Zero, concedido pelo Instituto Lixo Zero às instituições que conseguem reaproveitar mais de 90% de seus resíduos. O Ciep E-Tec 480 Professor Luiz Carlos Veronese destinou 93% do lixo produzido diariamente na unidade à compostagem ou reciclagem, deixando assim de enviá-los a aterros sanitários.

Foto: Sandra Barros / Governo do Estado do Rio de Janeiro

O reconhecimento foi feito durante o I Simpósio de Educação, Inovação e Sustentabilidade do Estado do Rio de Janeiro - A Política de Educação e as Práticas de Sustentabilidade, realizado na última quinta-feira (11/8) pela Secretaria de Estado de Educação (Seeduc), em parceria com a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj).


O projeto Lixo Zero foi implantado em 50 Cieps da rede estadual que estão sendo transformados em E-Tecs (Escolas de Novas Tecnologias e Oportunidades). Todas as unidades adotam o conceito de sustentabilidade, equipadas com painéis solares, horta comunitária, composteira, sistema de reuso de água e coleta seletiva do lixo. Para o presidente do Instituto Lixo Zero, Rodrigo Sabattini, a iniciativa é única no Brasil.


"Existem ações isoladas por todo o país, mas nada que se compare ao que a Secretaria de Educação do Estado está fazendo e que, certamente, terá um impacto enorme em todas as escolas brasileiras", reconheceu Sabattini, representante do Brasil no Zero Waste International Alliance.


Na avaliação do secretário de Estado de Educação, Alexandre Valle, a certificação é resultado de um esforço coletivo de toda a comunidade escolar para criar novos hábitos, formando cidadãos mais responsáveis e construindo uma sociedade mais sustentável.


"É um avanço importante e uma mudança de conceito. No momento em que se leva um programa como esse para a escola, estamos transferindo para as famílias e de lá para toda a sociedade", disse Valle.


O objetivo do Simpósito foi promover a discussão da sustentabilidade integrada à política de educação da rede estadual, bem como divulgar as ações iniciadas nas E-Tecs, que serão ampliadas para todas as 1.200 escolas da rede, trocando experiências entre gestores, docentes, alunos, universidade e instituições parceiras.


Segundo Júlio Cesar Barros, criador do premiado projeto Hortas Cariocas e ganhador do Pacto de Milão para Política de Alimentação Urbana, classificado pela ONU como essencial para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, desde o início do projeto nas E-Tecs, foram plantadas 74 mil mudas e produzidas 6,5 toneladas de alimentos, que estão reforçando a alimentação escolar.


* Com informações do Núcleo de Imprensa do Governo do Estado do Rio de Janeiro

300x250_QuatroRodas.gif
728x90_PorqueArCondicionado.gif
Toda Palavra 077 - páginas centrais.jpg

Leia a versão digital da edição impressa do TP