Ex-presidente da ABL, Lucchesi critica cortes na educação

Professores, estudantes, cientistas, familiares de alunos e sociedade civil estão indignados e preocupados com os cortes de mais de R$ 2 bilhões no orçamento da área de educação feito pelo governo Jair Bolsonaro (PL), que colocam o funcionamento de escolas e universidades federais em risco.

Divulgação

O escritor e acadêmico niteroiense Marco Lucchesi, ex-presidente da Academia Brasileira de Letras, publicou no Twitter um vídeo onde critica veementemente a medida adotada por Jair Bolsonaro para turbinar o orlamento secreto, às vésperas do segundo turno das eleições para presidente.


"Mais uma vez a universidade pública é agredida, enfrentando um sem número de dificuldades. Faculdades, universidade e centros de produção de conhecimento são uma das maiores riquezas do nosso país, fruto de gerações de professores, alunos e funcionários que deram o melhor de si pela defesa dessas instituições. Portanto, agredi-las do ponto de vista retórico e orçamentário é bem o rosto de um governo comandado pela pessoa mais deplorável que terá passado na história de nossa república. É preciso resistir", diz ele.


Veja o vídeo na íntegra




300x250px.gif
728x90px.gif