top of page

Espaço Mediar do Cantagalo completa um ano


A Prefeitura de Niterói celebra, nesta quarta-feira (23/11), um ano de atendimento no Espaço Mediar Cantagalo, na Região Oceânica. O Espaço Mediar nasceu com a proposta de ser um local de referência para os cidadãos que buscam a solução de conflitos por meio do diálogo e da mediação de facilitadores capacitados.

Divulgação

A Rede Mediar integra o Pacto Niterói contra a Violência e envolve diversos órgãos da prefeitura. Durante o primeiro ano de funcionamento, 43 atendimentos foram realizados e 90% das sessões obtiveram êxito. No Brasil, Niterói é o primeiro município a ter um centro público de mediação de conflitos.


Oriundo do bairro do Cantagalo, o secretário de Direitos Humanos, Rafael Adonis, ressalta a importância do trabalho realizado pelo Espaço Mediar naquela região. Esse reforça que a criação do núcleo reforça a tendência de Niterói de promover a cultura da paz nas regiões periféricas.


“É motivo de muita alegria um espaço dessa magnitude no bairro do Cantagalo, comunidade onde nasci. É de suma importância aproximar os serviços públicos e, principalmente, dar o acolhimento para que os conflitos sejam resolvidos, pois os objetivos da Rede Mediar são esvaziar os tribunais de justiça e promover o diálogo sempre na busca da harmonia”.


O Projeto Social integra algumas das ações e medidas inseridas no Pacto Niterói Contra Violência da Prefeitura Municipal de Niterói que vem apresentando resultados positivos do eixo dos Programas de Policiamento e Justiça, da Rede Acolher e Governança.


"A implantação da política pública de mediação de conflitos, no âmbito do Pacto Niterói contra a Violência, tem demandado um intenso trabalho da Rede Mediar de sensibilização de toda a sociedade de Niterói. A mediação de conflitos é uma ferramenta importante de fortalecimento do diálogo, respeito às diferenças e à diversidade, da participação da sociedade civil junto ao governo. Parte do planejamento do Pacto, a mudança de concepção de segurança pública torna Niterói um modelo de gestão na área. Estamos fortalecendo a cultura da paz e a valorização da vida. Como Pacto, estamos sempre em diálogo com a sociedade e abertos à participação dos niteroienses nessa construção coletiva em prol da paz”, afirma a professora Graça Raphael, coordenadora do Pacto Niterói Contra a Violência.


A mediação de conflitos é uma ação considerada de extrema importância dentro das ações do Pacto que utiliza uma técnica para administrar situações em que há problemas de comunicação entre duas ou mais pessoas. Através dela, os envolvidos têm a oportunidade de serem escutados e construírem juntos uma solução. Joana Rafael, gerente da Rede Mediar destacou a eficiência do trabalho desenvolvido pelo Espaço.


“A experiência de abrir o segundo Centro de Mediação Comunitária no Cantagalo foi muito acertada. Ela fortaleceu a relação junto à comunidade atendida pelo Espaço Nova Geração e com o Conselho Tutelar. Conflitos variados foram resolvidos, especialmente os familiares onde a paz e o respeito foram restabelecidos, cumprindo o principal objetivo da criação da Rede Mediar em Niterói”, conta.


Conhecida mais na área jurídica, em que se busca uma solução legal sem a presença de um juiz, a mediação é indicada também para os conflitos em escolas, equipes de trabalho, condomínios e em comunidades, proporcionando autorreflexão e a ampliação do olhar para o outro. Em Niterói, a Rede Mediar abrange lideranças comunitárias, religiosas e instituições que já trabalham com a ferramenta, como o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) e a Ordem dos Advogados Brasileiros (OAB-Niterói).


Jandiara Teixeira, moradora do bairro de Itaipu, foi uma das beneficiadas pelo atendimento do Espaço Mediar na Região Oceânica. Para ela, a agilidade no atendimento e eficiência foram fundamentais para que o conflito fosse resolvido.


“Estou muito satisfeita com o trabalho desenvolvido por toda equipe do Espaço Mediar. Procurei o atendimento com indicação do Conselho Tutelar por conta de um problema familiar envolvendo meu filho e meu ex-marido. Na época da separação, ele não estava aceitando quem iria buscar e levar para escola. Com diálogo, conseguimos chegar a um consenso de quem iria ficar com as responsabilidades”, conta.


Rede Mediar


O município conta com a Rede Mediar, instituída pelo Decreto Nº 13.380/2019, e que faz parte do Pacto Niterói Contra a Violência. A iniciativa é inspirada em projeto semelhante implantado na cidade de Medellín, na Colômbia, que contribuiu para a redução dos índices de violência da cidade. As reuniões no Espaço Mediar precisam ser agendadas com antecedência pelo “Zap da Cidadania”, no número (21) 96992-9577.


Serviço:


- Espaço Mediar Centro - Casa dos Direitos Humanos: Rua XV de Novembro, 188 – Centro, Niterói/RJ.

- Espaço Mediar Cantagalo – prédio anexo do CIEP Ester Botelho, onde funciona o Espaço Nova Geração do Cantagalo: Estrada Francisco da Cruz Nunes, 339.


Funcionamento: de segunda a sexta, das 9h às 17h.

Agendamento: Zap da Cidadania (21) 96992-9577.


Fonte: Coordenadoria Geral de Comunicação da Prefeitura de Niterói

300x250px.gif