top of page
banners dengue balde niteroi 728x90 29 2 24.jpg

Especialistas sul-africanos opinam sobre expansão do BRICS

Com a expectativa de que o BRICS considere a adesão de outros países na próxima 15ª Cúpula do BRICS, os especialistas disseram que o grupo deve apresentar modos claros de expansão e discutir seu compromisso com o desenvolvimento. Philani Mthembu, diretor executivo do Institute de Diálogo Global associado à Universidade da África do Sul, disse que a cúpula que será realizada em Johanesburgo, África do Sul, de 22 a 24 de agosto, deve considerar modos de expansão que não se limitem à adesão plena imediata.

Reprodução

Ele sugeriu que o grupo formalize a ideia de parceiros de diálogo do BRICS, que seriam convidados a participar das cúpulas do grupo, segundo informa China Daily, o parceiro da rede TV BRICS.


"A expansão não deve se limitar a uma adesão plena imediata; ela poderia institucionalizar os vários programas de extensão vistos desde 2013", disse Mthembu.


David Monyae, diretor do Centro de Estudos África-China do Instituto Confúcio da Universidade de Joanesburgo, disse que os critérios de adesão devem envolver a análise da economia de cada candidato e garantir uma representação justa dos continentes. Monyae disse que a expansão do BRICS fortaleceria a voz dos países em desenvolvimento, bem como traria novas ideias para a mesa de discussão sobre desenvolvimento e mudança climática.


Segundo ele, o BRICS garantiria uma multiplicidade de moedas na cesta global, o que ofereceria aos países mais oportunidades, bem como vozes alternativas e fontes de financiamento. Sua expansão sinalizaria um movimento adicional em direção a uma ordem mundial multipolar.


"Uma expansão, seja uma abordagem conservadora ou uma abordagem muito mais forte de admissão como membro pleno, terá um impacto importante e será um catalisador em direção a uma ordem mundial cada vez mais multipolar", acrescentou ele.


Fulufhelo Netswera, reitor executivo da faculdade de ciências administrativas e diretor do Instituto de Pesquisa do BRICS na Universidade de Tecnologia de Durban, disse que seria altamente especulativo sugerir os critérios que deveriam ser usados para uma nova adesão.


Países como Egito, Argélia, Nigéria, Arábia Saudita, Bahrein, Argentina, México, Emirados Árabes Unidos e Irã solicitaram a adesão ao BRICS, cujos membros atuais são as principais economias emergentes do Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul.


Fonte: TV BRICS

コメント


Chamada Sons da Rússia5.jpg
banners dengue balde niteroi 300x250 29 2 24.jpg
Divulgação venda livro darcy.png
bottom of page