top of page

Estádio do Flamengo: Prefeitura marca leilão do terreno do Gasômetro


A Prefeitura do Rio de Janeiro marcou para o dia 31 de julho, às 14h30, o leilão de venda do terreno do Gasômetro, na zona portuária da cidade. O edital prevê um lance mínimo de R$ 138,2 milhões e a obrigatoriedade de o vencedor construir uma arena esportiva no local.


O maior lance sairá vencedor da licitação, mas o Flamengo é o principal interessado em adquirir o local para a construção de seu estádio. O próprio prefeito carioca, Eduardo Paes, disse que já estava trabalhando junto com o clube.


“O estádio é importante para a revitalização daquela região da cidade. O Flamengo não vai fazer só um estádio. Ali vai ser um lugar de entretenimento. Vai ter um centro de convenções, já exigi isso do Flamengo. Tem um caminho a percorrer. Ainda não está tudo resolvido, mas estamos trabalhando. Vamos trabalhar junto com a direção do Flamengo”, disse o prefeito, em um vídeo publicado em suas redes sociais, em junho.


O terreno do Gasômetro foi adquirido pela prefeitura em 2012 e, posteriormente, transferido para o Fundo de Investimento Imobiliário Porto Maravilha, gerido pela Caixa Econômica Federal.


No local, que está desativado desde 2005, funcionavam armazéns de gás manufaturado.


O vencedor do leilão deverá implantar no terreno uma arena esportiva para no mínimo 70 mil lugares.


A obra precisará ser finalizada em até quatro anos e meio. Com as especificações do edital, o Flamengo se vê sem concorrência.


O projeto deverá ser acompanhado de um plano de mobilidade urbana que privilegie o uso do transporte coletivo e o acesso por pedestre nas imediações. Também deverá promover a integração urbana com o entorno, por meio da coexistência com estabelecimentos ao seu redor, como lojas, bares, restaurantes e museus.

Comments


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page