top of page

Estado gerou mais de 74 mil empregos formais no 1º semestre

A economia fluminense gerou, no primeiro semestre deste ano, 74.387 novos postos de trabalho com carteira assinada. Resultado mantém a tendência de alta, indicada nos últimos cinco meses, e mantém o Rio de Janeiro entre os três estados que mais têm gerado empregos formais em 2023. Somente em junho, foram 13.490 novos vínculos empregatícios, o correspondente a um aumento de 11,3% se comparado ao mês de maio (12.120). Esses números são do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta quinta-feira (27/7), pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

Foto: Marcello Casal Jr. / Arquivo / Agência Brasil

"Esses números representam o momento econômico vivido atualmente pelo Estado do Rio, com o ambiente de negócios fortalecido e a economia em franco crescimento. Também confirmam as políticas públicas e os programas sociais planejados e implementados para que o trabalhador fluminense tenha emprego e renda", afirma o governador Cláudio Castro.


A análise do Novo Caged, realizada pelo Observatório do Trabalho da Secretaria de Estado de Trabalho e Renda, apontou que a maioria das oito regiões do Estado do Rio de Janeiro apresentou saldos positivos no mês de junho, com destaque para a Metropolitana, o Norte Fluminense e as Baixadas Litorâneas. Os municípios que mais se destacaram na criação de vagas de trabalho foram o Rio de Janeiro, com 6.012; Campos dos Goytacazes, com 911; e Niterói, que registrou 651 novos empregos.


No primeiro semestre do ano, o município do Rio de Janeiro também teve melhor saldo, com 25.960 novos postos de trabalho, seguido por Magé (7.575), Macaé (4.860), Campos dos Goytacazes (4.166) e São João de Meriti, que gerou 2.869 oportunidades.


"Temos organizado reuniões com prefeitos e secretários do interior para ouvir as demandas e fechar parcerias, visando o fortalecimento da economia local, com o consequente aumento das oportunidades de emprego e geração de renda", diz a secretária de Trabalho e Renda do estado, Kelly Mattos.


Ainda de acordo com o Observatório do Trabalho, todos os setores de atividade econômica apresentaram saldo positivo de vagas em junho, com destaque para os de Serviços (66,9%), Comércio (12,7 %), Construção (12,4%), Indústria (5,4%) e agropecuária (2,5%).


Outro indicador positivo constatado pelo Novo Caged foi o aumento no número de mulheres contratadas para as vagas formais (16,3%) em relação ao mês anterior. No indicador por faixa etária e escolaridade, os jovens de 18 a 24 anos e os com Ensino Médio completo são os preferidos para a contratação fluminense com 63,2% e 83%, respectivamente.


Fonte: Núcleo de Imprensa do Governo do Estado do Rio de Janeiro


Comments


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page