EUA enviam para México e Canadá vacinas sob suspeita


Foto ilustrativa (Fiocruz/Peter Ilicciev)

A empresa farmacêutica AstraZeneca confirmou que as doses de sua vacina SARS-CoV-2 enviadas pelo governo dos EUA ao México e Canadá foram feitas em uma fábrica com "sérias falhas de fabricação".

A Administração de Controle de Alimentos e Drogas (FDA, na sigla em inglês) dos EUA decidiu na quarta-feira (21) suspender a produção de novas vacinas na fábrica de Baltimore, Maryland, EUA, depois que se soube que até 15 milhões de vacinas da Johnson & Johnson foram descartadas nas instalações devido a receios de contaminação, relata na sexta-feira (23) o jornal The New York Times.

Trata-se da fábrica da empresa Emergent BioSolutions, que produziu vacinas da Johnson & Johnson e da AstraZeneca.

Após o incidente, a FDA inspecionou a fábrica e encontrou vários problemas, entre os quais descascamento de pintura, limpeza deficiente, focos de potencial contaminação e pessoal mal treinado. Em alguns casos, de acordo com a agência, funcionários transportando resíduos médicos não selados colidiam com recipientes usados para fabricar materiais de vacinas.

"No caso das vacinas já fabricadas, os produtos serão testados e cuidadosamente avaliados para garantia de qualidade antes de qualquer possível distribuição. Não permitiremos que nenhum produto chegue ao mercado até termos confiança de que ele atende às nossas expectativas de qualidade", indica o relatório da FDA, sem mencionar as doses que já foram distribuídas.

A empresa farmacêutica AstraZeneca sublinhou que os lotes entregues ao México e ao Canadá "cumpriram os rigorosos requisitos que somos obrigados a seguir". Além disso, afirmou que "os testes de segurança exigidos e as medidas de controle de qualidade" foram realizados em cada etapa do processo de produção.

No entanto, de acordo com informações publicadas pelo The New York Times, desde o início de outubro de 2020 até janeiro de 2021, a Emergent BioSolutions já descartou entre dois e três milhões de doses da AstraZeneca devido a contaminação ou suspeita de tal.

A administração de Joe Biden, presidente dos EUA, prometeu em março entregar 2,5 milhões de doses da vacina AstraZeneca ao México, e mais 1,5 milhão da mesma farmacêutica ao Canadá.


Fonte: Agência Sputnik

1/3
300x250px - para veicular a partir do di

 Conheça a nova Scooter Elétrica

Não precisa de CNH, sem placa e sem IPVA

Leia também: