Europa vê com preocupação chegada de uma 4ª onda


(Foto: Sputnik/Konstantin Mikhailchevsky)

A pandemia do coronavírus voltou forte em grande parte da Europa. Países como Alemanha, Portugal, Reino Unido, Rússia, Áustria, Grécia e Holanda assistem com preocupação a chegada de uma quarta onda de infecções para o inverno que se aproxima. Recordes de mortes e de registros de infecções têm feito países voltarem a aplicar medidas de restrições sociais para tentar conter o aumento do contágio e o avanço da pandemia.

De acordo com reportagem do El País, a Grécia, por exemplo, quebrou o recorde da pandemia em número de infeções em um dia novamente na terça-feira (2). A tendência de alta tanto das infecções quanto de pacientes intubados mostra que a quarta onda já está atingindo o país, e o governo decidiu mais uma vez apertar as medidas de isolamento.

Na Áustria, a partir de 8 de novembro, só será permitido o acesso a locais de diversão noturna e eventos com mais de 500 pessoas vacinadas ou que já tiveram a doença, devido ao aumento de casos e de pacientes internados em unidades de terapia intensiva. Medidas mais duras estão previstas quando houver menos de 15% de vagas em UTI disponível no país.

Em Portugal, as internações nas últimas horas voltaram aos níveis de setembro passado, enquanto os índices de casos e de transmissão continuam a subir.

A Rússia registrou na terça-feira um novo recorde de mortes diárias de covid-19 ao registrar 1.178 mortes no último dia em todo o país, em meio aos feriados - até 7 de novembro - decretados pelo presidente, Vladimir Putin, para deter a nova onda do coronavírus.

De acordo com o banco de dados Worldometer, a Rússia é atualmente o primeiro país do mundo com mais mortes diárias por coronavírus.

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg