Evento no Municipal celebra 16 anos da Lei Maria da Penha

Como parte das comemorações do Agosto Lilás, mês escolhido para representar a conscientização e o combate pelo fim da violência contra a mulher, a Prefeitura de Niterói organiza um evento na próxima quinta-feira, 25 de agosto, às 18 horas, no Theatro Municipal. Mulheres que atuam no enfrentamento a violência de gênero vão se reunir em uma roda de conversa para debater sobre os avanços da Lei Maria da Penha e também os desafios que ainda se apresentam, com foco nas políticas públicas e rede de proteção.

Reprodução

A atividade terá uma intérprete de libras e contará com emissão de certificado de participação pela Universidade Federal Fluminense. Para ter acesso à certificação, basta fazer a inscrição, que é gratuita, pelo site www.extensao.uff.br/inscricao O evento é uma realização da Coordenadoria de Políticas e Direitos das Mulheres da Prefeitura de Niterói (Codim) e do Programa Mulherio da Universidade Federal Fluminense/ PROEX, e conta com a parceira do Theatro Municipal de Niterói.


Os participantes poderão apreciar uma apresentação artística da poeta Valeska Torres. Ela interpretará poesias de sua autoria. Também será possível visitar a exposição de arteterapia “Varal das Emoções”, um painel elaborado pelas assistidas pelo Centro Especializado de Atendimento à Mulher Neuza Santos (CEAM).


O ponto central será a roda de conversa sobre os 16 anos da Lei Maria da Penha e os desafios atuais para o combate à violência contra a mulher. Participarão do debate a secretária de Políticas e Direitos das Mulheres de Niterói, Fernanda Sixel; a professora de Psicologia da Uff e Coordenadora do Programa Mulherio, Paula Land; a juíza da 2ª Vara Criminal do Juizado da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher da Comarca de Itaboraí e membra da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar (COEM), Dra Juliana Cardoso e a advogada e militante pelos direitos das mulheres, a advogada, membro do Comitê de Especialista (CEVI) do Mecanismo de Seguimento da Convenção para Prevenir, Punir e Erradicar a Violência contra as Mulheres (MESECVI) da Organização dos Estados americanos (OEA) e membra do Consórcio Feminista Lei Maria da Penha, Dra Leila Barsted Linhares.


“A violência contra a mulher é uma questão que precisa ter visibilidade. Não é um problema a ser mantido entre quatro paredes. É preciso estabelecer políticas públicas de apoio e empoderamento às mulheres em situação de violência. Temos feito um trabalho incessante para reforçar a rede de apoio que essas vítimas precisam para romper o círculo da violência. Aqui na Codim trabalhamos incansavelmente para oferecer todo o suporte que elas precisam, desde o auxílio de mil reais por mês durante um ano, para que as vítimas saiam da dependência financeira de seus agressores, a convênios com empresas que oferecem a oportunidade de ensinar um ofício para garantir a independência dessas mulheres. Para aquelas que denunciam os casos de agressão, tivemos o cuidado de criar um ambiente acolhedor, a Sala Lilás, com todo o suporte psicológico para receber as mulheres nesse momento tão desafiador”, resume Fernanda Sixel.


“A Lei Maria da Penha foi criada não somente para punir com mais rigor os autores de violência de gênero contra as mulheres, que acontecem no âmbito das relações afetivas, doméstica e familiar, mas especialmente para proteger as mulheres que se encontram em situações de violências, tendo em vista o modo como essas são naturalizadas e banalizadas na sociedade brasileira”, ressalta Paula Land.


Atendimento à mulher da Prefeitura de Niterói:


Niterói - Centro Especializado de Atendimento à Mulher Neuza Santos

Endereço: Rua Cônsul Francisco Cruz, 49, Centro. Telefones: 21 96992-6557 / 21 2719-3047 (whatsapp). Codim: 21 98321-0548.


Núcleo de Atendimento à Mulher (Nuam), piso G4 do Plaza Shopping Niterói, no Centro, de segunda a sábado, das 12h às 18 horas.


Como Denunciar a Violência Doméstica em Niterói:


- Ligue 180 (Grátis/24h) - Central de Atendimento à Mulher

- Ligue 153 (Grátis/24h) - CISP - Centro Integrado de Segurança Pública

- Conselho Municipal de Políticas para as Mulheres – (21) 2719-3047

- Disque 190 (Grátis/24h) - Polícia Militar

- Defensoria da Vara de Família – (21) 2719-2743

- Juizado da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher (21) 2716-4562/4563/4564

- SOS Mulher Casos de Violência Sexual – Hospital Universitário Antônio Pedro / HUAP – (21) 2629-9073

- Programa de Atenção Integral à Saúde da Mulher – (21) 2613-0593

- Policlínica de Especialidades da Mulher Malu Sampaio – (21) 2621-2302/1109

- DEAM Niterói (24h/presencial) - Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher - Av. Ernani do Amaral Peixoto, 577, 3º andar – Centro

- Disque Denúncia (24h exceto domingos e feriados/ somente denúncia anônima) - (21) 99973-1177 (whatsapp exclusivo Niterói) / (21) 2253-1177

Serviço:


Roda de Conversa 16anos da Lei Maria da Penha: Lutas Históricas e Desafios Atuais.

Data:25/08, às 18h

Local: Theatro Municipal de Niterói. Rua Quinze de Novembro, 35 - Centro


Fonte: Coordenadoria Geral de Comunicação da Prefeitura de Niterói


300x250_QuatroRodas.gif
728x90_PorqueArCondicionado.gif
Toda Palavra 076 - p 4-5.jpg

Leia a versão digital da edição impressa do TP