top of page
banners dengue balde niteroi 728x90 29 2 24.jpg

Ex-deputado que tatuou Temer é preso pela PF por violência política


Na manhã desta quinta-feira (18), a Polícia Federal (PF) deteve o ex-deputado federal Wladimir Costa, mais conhecido como Wlad, no aeroporto internacional de Belém (PA).


De acordo com a PF, a detenção se deu em virtude de sua participação em atos de violência política.


Os agentes abordaram o ex-parlamentar no momento em que desembarcava na capital paraense. Ele já foi conduzido ao sistema prisional do estado.


A prisão preventiva foi solicitada pela Polícia Federal em razão da reiterada prática, entre outras, de crimes eleitorais de violência política contra a deputada federal Renilce Nicodemos (MDB-PA), perpetrados principalmente por meio das redes sociais.


Conforme consta no inquérito da PF, o ex-deputado dirigiu insultos à parlamentar, além de ter composto uma música difamatória contra ela, espalhado faixas pelas ruas de Belém e até mesmo contratado um carro de som para proferir ofensas. Em transmissões ao vivo na Internet, Wlad também teria incitado seus seguidores a agredi-la fisicamente.


A Justiça determinou a remoção das postagens nas redes sociais que motivaram o mandado de prisão.


Durante seu mandato como parlamentar, Wladimir ficou notório por tatuar o nome do então presidente, Michel Temer (MDB), em seu ombro, em 2017.


A tatuagem, juntamente com uma bandeira do Brasil, foi exibida pelo deputado sem camisa durante um evento em Salinópolis (PA), durante a entrega de caminhões de coleta de lixo. No final daquele ano, ele teve seu mandato cassado.


Com a Sputnik Brasil

Comments


Chamada Sons da Rússia5.jpg
banners dengue balde niteroi 300x250 29 2 24.jpg
Divulgação venda livro darcy.png
bottom of page