Ex-diretor do Ministério da Saúde paga fiança e é solto


Ex-diretor do Ministério da Saúde Roberto Ferreira Dias (à frente), após ordem de prisão (Marcos Oliveira/A.Senado)

Acusado de perjúrio durante seu depoimento e preso em flagrante por ordem do presidente pela CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), na quarta-feira, a prisão do ex-diretor do Departamento de Logística do Ministério da Saúde Roberto Ferreira Dias durou apenas algumas horas. Ainda na noite de quarta, ele pagou fiança de R$ 1,1 mil e foi liberado.

O ex-diretor do Ministério da Saúde, militar reformado, ficou detido na Polícia Legislativa, onde permaneceu por cerca de cinco horas.

Dias foi preso sob a acusação de mentir à CPI, o que caracteriza perjúrio.



Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg