Expectativa de vida no Brasil sobe para 76,8 anos


(Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

A expectativa de vida no Brasil subiu para 76,8 anos em 2020, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). São dois meses a mais em comparação com 2019, mas o levantamento não levou em conta a pandemia de covid-19 - ou seja, não calculou as mortes do segundo semestre de 2020, quando a pandemia se alastrou pelo país. No final de julho do ano passado, o Brasil tinha 85 mil mortes. Em novembro de 2021, o país já registra mais de 610 mil vidas perdidas.

Os dados foram publicados nesta quinta-feira (25) no Diário Oficial da União. O IBGE ressalta que esses seriam os indicadores esperados caso o país não tivesse passado pela pandemia de covid-19.

Para os nascidos em 2019, a expectativa era viver, em média, até 76,6 anos. Em cinco anos, a expectativa de vida subiu 1,3 ano, enquanto em dez anos houve um crescimento de 3,3 anos.

Para a população masculina, a esperança de vida ao nascer seria de 73,3 anos, e, para as mulheres, de 80,3 anos, em 2020.

A expectativa de vida vem crescendo desde 1940. Naquele ano, a estimativa de vida do brasileiro ao nascer era de apenas 45,5 anos, ou seja, os brasileiros hoje vivem, em média, 31,3 anos a mais do que em meados do século passado. No ano 2000, por exemplo, a estimativa era 69,8 anos e, dez anos depois, saltou para 73,9 anos.

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg