Explosões deixam mortos no Aeroporto de Cabul


Uma explosão ocorreu no portão oriental, do lado de fora, do Aeroporto Internacional Hamid Karzai em Cabul nesta quinta-feira (26). Também foram relatados tiroteios. Uma fonte do Talibã disse à Reuters que ao menos 13 pessoas morreram. A rede de televisão Al Jazeera fala em ao menos 10 mortos. O "The Wall Street Journal" diz que fuzileiros navais americanos ficaram feridos.

A explosão foi atribuída a um homem-bomba e a mídia local diz que o tiroteio envolveu militantes e forças da coalizão liderada pelos EUA encarregadas de vigiar o aeroporto em meio à evacuação.

Segundo o portal Politico, que cita fontes e representantes do governo dos EUA, a explosão foi causada por um homem-bomba do Daesh.

John Kirby, o porta-voz do Pentágono, confirmou no Twitter que ocorreu uma explosão, dizendo que "era incerto o número de vítimas neste momento".

"Podemos confirmar que a explosão no portão da Abadia foi o resultado de um ataque complexo que resultou em várias vítimas americanas e civis", afirmou Kirby.

"Podemos confirmar pelo menos uma outra explosão no hotel Baron ou próximo a ele, a uma curta distância do portão da Abadia. Continuaremos atualizando".

A segunda explosão teria ocorrido perto do hotel onde se reuniram cidadãos norte-americanos para serem evacuados do país.

O aeroporto internacional Hamid Karzai é a única porta de saída do país para milhares de estrangeiros e afegãos que tentam embarcar nos voos de retirada organizados pelos países ocidentais

John Kirby, o porta-voz do Pentágono, confirmou no Twitter que ocorreu uma explosão, dizendo que "era incerto o número de vítimas neste momento".

Segundo disse uma fonte em um hospital à Sputnik, a explosão resultou em 12 mortos e mais de 48 feridos.

No entanto, apesar da situação caótica vivida na capital afegã, aeronaves continuam a decolar do aeroporto de Cabul após as explosões na cidade.


Com informações da Sputnik

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg