Exposição fotográfica encerra ciclo sobre Modernismo

A exposição “Ciclo Modernismo: Olhar Popular” está em cartaz até 28 de agosto, no Centro Cultural Paschoal Carlos Magno. Com uma instalação multimídia, a exposição reúne o trabalho de três fotógrafas que tiveram como provocação estética a Fotografia Modernista Brasileira. A exposição encerra o ciclo que celebrou o centenário da Semana de Arte Moderna – 'Modernismo(s): a semana de 22 e o depois', iniciativa da Secretaria das Culturas, com o apoio da Fundação de Arte de Niterói. A entrada é gratuita.

Divulgação

A mostra integrou equipes de três espaços culturais de Niterói: o Teatro Popular, o Centro Cultural Paschoal Carlos Magno e o Solar do Jambeiro. Tendo como referência o pensamento modernista, e nomes como Alice Kanji, Gertrudes Altschul, José Yalenti, German Lorca e José Oiticica Filho, as artistas registraram transformações e atividades urbanas e culturais da cidade, com total liberdade criativa. A exposição é uma composição dessa vivência e prática sob o olhar das fotógrafas, que romperam as limitações estabelecidas no modernismo academicista.


“A iniciativa da Secretaria proporcionou uma nova perspectiva da Semana de 22. Convido a todos para participar e mergulhar nessa experiência modernista de Niterói”, destaca o secretário municipal das Culturas, Alexandre Santini. "Além da programação temática é interessante observar o olhar modernista de fotógrafas contemporâneas, de pessoas da atual geração, que refletem sobre uma estética criada a partir de um olhar modernista sobre a fotografia e sobre a própria exposição".


Para Franciane Barbosa, uma das apoiadoras da exposição, “a cultura é o alicerce de uma nação e é essencial para o desenvolvimento da sociedade. Por isso, é tão importante valorizar e investir em cultura, deixando um legado positivo para as gerações futuras”.


Sobre as artistas:


Karen Goldberg Eppinghaus


Fotógrafa com especial interesse na documentação do nosso povo e suas diversas manifestações culturais. Seu modo de ser e de viver, sua religiosidade, suas tradições, festas, e rituais são temas constantes em seu trabalho, assim como espetáculos e atos políticos, sempre sob a ótica do sentimento de pertencimento, da preservação da memória e da luta por um mundo mais igualitário, humanizado e solidário.


Hevelin Ferreira da Costa


Artista multimídia e professora transdisciplinar. Mestre pelo Programa de Pós-graduação de Ensino em Educação Básica na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Pós-graduada em Fotografia, Memória e Imagem na Cândido Mendes (IUPERJ). Graduada em Ciências Biológicas na Universidade Santa Úrsula. Possui ampla formação em fotografia e está cursando Licenciatura em Artes Visuais no Instituto de Artes da UERJ.


Ingrid Telino Pereira de Almeida


Fotógrafa, filmmaker e comunicadora. Atualmente está baseada em Niterói. Graduanda em Estudos de Mídia na Universidade Federal Fluminense (UFF) e integrante do coLAB - Laboratório de Pesquisa em Comunicação, Culturas Políticas e Economia da Colaboração. Artista multimídia interessada na codificação semiótica que emerge da cultura popular e dos espaços urbanos.


Serviço:


Exposição “Ciclo Modernismo: Olhar Popular”

Local: Centro Cultural Paschoal Carlos Magno

Período: Até 28 de agosto

Entrada franca


Fonte: Coordenadoria Geral de Comunicação da Prefeitura de Niterói

300x250_QuatroRodas.gif
728x90_PorqueArCondicionado.gif
Toda Palavra 076 - p 4-5.jpg

Leia a versão digital da edição impressa do TP