top of page

Federação Internacional dos Jornalistas faz apelo por mais proteção


Imagens mostram que transmissão perdeu o foco após explosão enquanto repórter da Reuters filmava (Reprodução)

A Federação Internacional dos Jornalistas (FIJ) pediu nesta sexta-feira (13) que a UNESCO, a agência da ONU responsável pela proteção e segurança dos jornalistas, faça o máximo para proteger os jornalistas na Faixa de Gaza. A entidade ainda defendeu que as partes em conflito respeitem o direito internacional humanitário e a Carta das Nações Unidas.


Segundo dados do Sindicato dos Jornalistas da Palestina, ao menos seis jornalistas palestinos já foram mortos pelos ataques israelenses em Gaza. O Comitê Internacional de Proteção dos Jornalistas estima que 10 jornalistas foram mortos e dois estavam desaparecidos. Nesta sexta-feira, o cinegrafista da Reuters Issam Abdallah foi morto no sul do Líbano e outras equipes ficaram feridas.

O cinegrafista da Reuters Issam Abdallah foi morto no sul do Líbano (Reprodução)

Para o secretário-geral da Organização das Nações Unidas, António Guterres, a morte do cinegrafista da Reuters demonstra o enorme risco de o conflito entre Israel e o grupo militante palestino Hamas se alastrar para o Líbano.


A presidenta da Federação Nacional dos Jornalistas, Samira de Castro, está acompanhando a situação. Ela afirma que a situação dos jornalistas na Palestina é bastante delicada.


"É preciso salientar que o jornalismo não é crime. E os jornalistas infelizmente estão bastante desprotegidos com a ofensiva de Israel, que não tem poupado a população civil e muito menos os mensageiros que são os trabalhadores e as trabalhadoras que fazem chegar à população do seu entorno a cobertura desse conflito."


A FIJ teme que aumente o número de mortes de profissionais da imprensa no conflito com a invasão de Israel a Gaza. A entidade teme as consequências para os civis e jornalistas.


De acordo com a FIJ, hoje, nenhum jornalista estrangeiro consegue acessar a Faixa de Gaza para informar a sociedade.


Com a Agência Brasil

Comentarios


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page