top of page
banner niteroi carnaval 780x90px 16 02 24.jpg

Festa Literária de Santa Teresa homenageia centenário da Portela

A 15ª edição da Festa Literária de Santa Teresa (Flist), organizada pelo Centro Educacional Anísio Teixeira (Ceat), está sendo realizada neste fim semana, no Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas, no mesmo bairro, centro do Rio de Janeiro.

Divulgação

A Flist conta com mais de 200 artistas e escritores, em apresentações musicais e de dança, cordel, contação de histórias, rodas de leitura, lançamentos de livros e sessões de autógrafos, entre outras atrações. O evento, gratuito, também contará com opções gastronômicas e atividades infantis. Anualmente, a festa literária reúe um público de mais de 10 mil pessoas.


100 anos de Portela


A Portela é a grande homenageada em toda a programação da Flist, com rodas de conversa, samba, Sarau Azul do Infinito e o grupo Prata da Casa apresentando sucessos da azul e branca de Madureira e Oswaldo Cruz.


Há, ainda, tributos com artes em grafitti criadas por alunos do Ceat, a atividade Bordando o Azul do Infinito, com a presença de artistas bordadeiras convidadas, a apresentação das crianças da agremiação Filhos da Águia, a escola de samba mirim da Portela, e um bate-papo com Rogério Rodrigues e Dandara Luanda, do Departamento Cultural da Portela.


Diversidade e Inclusão


A 15ª edição do evento também tem como homenageados o autor indígena Ailton Krenak, pensador da cultura, escritor, produtor cultural e pacifista, e a escritora negra Sonia Rosa, professora, mestre e pesquisadora em relações étnico-raciais e defensora da literatura infantil negro-afetiva, onde o protagonismo negro é o principal foco em seus contos.


Os temas indígenas estão presentes em bate-papos como Um Mergulho na Literatura, Oralidade e Cultura Indígena, com a autora Lucia Tucuju e a professora Luciana Tupinambá, e o Maraka: canto, dança, bate-papo e exposição de artes, com o líder indígena Urutau Guajajara e o coletivo da Aldeia Marakanã. A homenagem à Sonia Rosa conta com bate-papo com a autora e autógrafos de livros, além de um debate sobre a Literatura Negro-Afetiva e o Letramento Racial.


Também fazem parte da programação os debates com professores e coordenadores da Comissão das Revistas em Braile sobre a produção de materiais pelo Instituto Benjamin Constant e a oficina Transbordando entre palavras, poemas, língua de sinais e imagens. São eventos promovidos pelo Instituto Nacional de Educação de Surdos (Ines), com os coordenadores do Grupo Artegestoação, grupo de pesquisa que propõe práticas e ações pedagógicas em educação de surdos, interagindo com a linguagem artística, outras linguagens e áreas do conhecimento.


“A 15ª edição de uma festa literária é algo a se comemorar muito. É um evento muito especial, com foco na diversidade, inclusão e com uma enorme representatividade popular” disse a curadora da Flist, Ninfa Parreiras.


Gastronomia e Literatura


O evento conta ainda com o Circuito Gastronômico, em que dez restaurantes do bairro criaram pratos inspirados em autores, autoras e livros. Participam da iniciativa a Adega do Pimenta, Alda Maria Doces Portugueses, Aprazível, Armazém São Joaquim, Café do Alto, Esquina de Santa, Modernistas, Novo Oeste, Portella Bar, Tribas e Sobrenatural.


Outras atrações


Neste ano, pela primeira vez, a Flist terá um 'planetário inflável' e um telescópio para as crianças observarem o céu, além de uma Futmesa para os amantes do esporte.


Todas as atividades são gratuitas. A programação completa está disponível no site da Flist.


Serviço


Datas e horários: 6 e 7 de maio, das 10h às 18h

Local: Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas (Rua Murtinho Nobre, 169 - Santa Teresa)

Entrada gratuita

Chamada Sons da Rússia5.jpg
banner niteroi carnaval 300x250px 16 02 24.jpg
Divulgação venda livro darcy.png
bottom of page