Festas com drogas, música e cerveja em cadeia de SG


Por fora, uma fortaleza inexpugnável; por dentro, um pardieiro sem ordem e disciplina


Um vídeo que circula nas redes mostra presidiários de São Gonçalo se divertindo em uma festa na cela, bebendo cerveja e ouvindo música em alto volume. Segundo um dos funcionários do local, essa não é a primeira vez que essa situação acontece e não se trata de um caso isolado. As imagens foram registradas na Cadeia Pública Tiago Teles de Castro Domingues, no bairro de Santa Luzia.


Ao jornal O Dia, outros funcionários relevaram que os presos são constantemente tratados com privilégios, recebendo celas melhores e confessaram também que há um afrouxamento da direção da unidade e dos seguranças. Ainda segundo os funcionários, muitos protocolos foram deixados de lado desde o início da pandemia.


Os funcionários contam também que alguns dos detidos são chamados de "presos de confiança", pois recebem até a chave das celas para tomarem conta e conseguem ter acesso a drogas, bebidas e momentos de lazer.


Em nota, a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária afirmou que abriu procedimento para apurar as denúncias e que já identificou três presos que aparecem no vídeo. Abaixo, a nota divulgada pela SEAP:


""A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária esclarece que, ao tomar conhecimento do fato, iniciou um procedimento de apuração para verificar a data aproximada em que o vídeo feito e identificou três presos que participaram da ação.


Os três envolvidos na gravação realizada no Presídio ISAP Tiago Teles de Castro Domingues, em São Gonçalo, foram transferidos, preventivamente, para a Penitenciária de segurança máxima Laércio da Costa Pelegrino (Bangu 1), e responderão a um processo de transgressão disciplinar.


Além disso, foi realizada uma vistoria na cela dos presos onde foi encontrado um aparelho celular. Ressaltamos que a unidade prisional instaurou uma sindicância para apurar os fatos e verificar se houve alguma falha de procedimento para que ocorresse o ingresso do material irregular encontrado.


A Seap destaca que não compactua com qualquer tipo de irregularidade e vai intensificar, ainda mais, as ações de repressão que estão acontecendo para combater a entrada de materiais ilícitos nas unidades prisionais.""


Veja o vídeo:



1/3
300x250px - para veicular a partir do di

 Conheça a nova Scooter Elétrica

Não precisa de CNH, sem placa e sem IPVA

Leia também: