Filho 03 pode ser alvo de ação do Supremo


Carlos Bolsonaro, filho 03 do presidente, é vereador do Rio pelo Republicanos (Agência Brasil)

O ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes já teria informações suficientes para mandar realizar operações policiais de potencial político de maior embaraço para o governo do que as que foram realizadas na quarta-feira (27) no cumprimento de 29 mandados de busca e apreensão contra políticos, empresários e influenciadores que estariam envolvidos, inclusive financeiramente, na propagação de fakenews. O vereador Carlos Bolsonaro, filho 03 do presidente, seria um dos próximos alvos.

De acordo com a coluna da jornalista Mônica Bergamo, na Folha de S. Pulo, interlocutores de Alexandre Moraes afirmaram que ele preferiu esperar pelo resultado das buscas feitas nesta semana para encorpar o material que já tem. E a possibilidade de Carlos Bolsonaro ser alvo de ação no inquérito, como um dos articuladores do esquema das fakenews, preocupa o pai.

As buscas e apreensões da Polícia Federal na quarta-feira (27) visaram endereços de oito deputados bolsonaristas, entre eles, Carla Zambelli e Bia Kicis, do PSL, empresários como Luciano Hang, dono da Havan, e Edgard Corona, fundador da Smart Fit, e os influenciadores Allan Santos e Sara Winter, além do ex-deputado federal Roberto Jefferson, influente no Centrão, recém incorporado à base de apoio do governo Bolsonaro.

300x250_QuatroRodas.gif
728x90_PorqueArCondicionado.gif
Toda Palavra 076 - p 4-5.jpg

Leia a versão digital da edição impressa do TP