Filho de Cabral recebe pedido de prisão e pai desmaia na cadeia


Ex-governador Sérgio Cabral e os filhos José Eduardo e Marco Antonio (Reprodução)

Na manhã desta quarta-feira (23), o filho do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral, José Eduardo Cabral, foi alvo da Operação Smoke Free, que mira o comércio ilegal de cigarros.


José Eduardo não foi encontrado e é declarado como foragido. Outras 13 pessoas envolvidas no caso foram presas.


A operação é uma ação conjunta entre a Polícia Federal e o Ministério Público Federal, na qual os agentes cumprem 27 mandados de prisão e 50 de busca e apreensão no Rio de Janeiro e na Baixada Fluminense.


José Eduardo é dono de uma produtora de eventos, feiras e shows, a ZC Entretenimento. Além dele, Adilson Coutinho Oliveira Filho, o Adilsinho, também é procurado. Ele ficou conhecido em maio de 2021 após dar uma festa no Copacabana Palace para 500 pessoas no auge da pandemia no Brasil.


Segundo a investigação, durante um período de três anos, a quadrilha falsificou ou não emitiu notas fiscais e transportou ou vendeu cigarros vindos de crime em territórios dominados. De acordo com a PF, o grupo é responsável por um prejuízo à União estimado em cerca de R$ 2 bilhões.


Logo após ser informado sobre a operação contra o filho, Sérgio Cabral passou mal e desmaiou na prisão ao saber da notícia.


De acordo com o G1, o ex-governador, que está preso no Batalhão Especial Prisional (BEP), foi atendido na enfermaria da unidade de saúde da cadeia, segundo seu outro filho Marco Antônio Cabral e fontes da Polícia Militar. De acordo com a PM, o estado de saúde do ex-governador é estável.

300x250px.gif
728x90px.gif