Filho de Flordelis: tudo acabou por ganância, poder e dinheiro


A deputada federal Flordelis e o filho adotivo, Misael, vereador de São Gonçalo (Reprodução)

O vereador de São Gonçalo, Wagner Andrade Pimenta, eleito em 2016 como Misael da Flordelis, afirma que foi manipulado e passou por lavagem cerebral na casa da mãe afetiva. Em sua primeira entrevista após Fordelis dos Santos virar ré pelo assassinato do pastor Anderson do Carmo, o vereador, que também é pastor, disse que tudo acabou "por ganância, poder e dinheiro".

Um dos 55 filhos da família, Misael, nome único que passou a usar há mais de um ano desde quando foi acusado pela deputada de ser o mandante do crime, era o tesoureiro da Igreja de Flordelis. Ele relatou que tentou alertar Anderson sobre o envolvimento de Flordelis em um plano para assassiná-lo, mas ele não quis ouvir porque "estava cego. Era Deus no céu e ela na terra".

Flordelis o acusa de ter desviado parte da receita das oito igrejas, de mais de R$ 2 milhões em um ano. Ele nega.

Wagner, hoje Misael, tinha 12 anos quando chegou na casa. Aos 42 anos, ele afirma que "a justiça vai ser feita" e acredita que "lá no fundo do coração, ela se arrepende do que fez".

Em março deste ano, Flordelis lançou mais um candidato a político da família. Seu motorista, Márcio da Costa Paulo, o Buba, filiou-se ao PSD e foi lançado candidato a vereador pelo município de São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio. Nas redes sociais foram postadas fotos de Buba ao lado de Flordelis e do senador Arolde de Oliveira, presidente estadual do partido.


O senador Arolde de Oliveira, o pré-candidato a vereador, Bumba, e a deputada federal Flordelis (Reprodução)

 Conheça a nova Scooter Elétrica

Não precisa de CNH, sem placa e sem IPVA

1/3
300x250px - para veicular a partir do di
Leia também: