Fiocruz: pandemia vai se intensificar na próxima semana


No estado do Rio de Janeiro, taxa de ocupação dos leitos de Covid está em 83% e deve crescer (Fotos Públicas)

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) divulgou seu relatório Observatório da covid-19 informando que a média de mortes pela covid-19 devem alcançar 2.200 por dia na próxima semana.

Segundo a Fiocruz, a ocupação de leitos de UTI para a doença aumentaram ou continuam em patamares elevados em quase todo o Brasil.

De acordo com o relatório, houve uma estabilização das taxas de mortalidade entre 16 e 22 de maio, em torno de 1.900 óbitos por dia, nível considerado alto. Até 10 de maio, a tendência era de queda.

No entanto, está ocorrendo um aumento do número de casos, o que vai se refletir em uma alta nas mortes nas próximas semanas e na lotação dos hospitais.

"Esse contexto vai gerar novas pressões sobre todo o sistema de saúde. O aumento no número de internações, demonstrado pelo crescimento das taxas de ocupação dos leitos de UTI, é resultado desse novo quadro da pandemia no Brasil", diz o relatório.

O Observatório COVID-19 ressalta ainda o rejuvenescimento da pandemia, o que, "associado à circulação de novas variantes do vírus no país e ao relativo sucesso da campanha de vacinação entre populações mais idosas, torna mais crítico o tratamento para casos graves entre grupos mais jovens". Pela primeira vez, desde o início da pandemia, mais da metade das internações por covid-19 ocorreram entre pessoas não idosas.

Oito estados e o Distrito Federal encontram-se com taxas de ocupação iguais ou superiores a 90%. No Rio de Janeiro a taxa de ocupação dos leitos de covid-19 está com 83%.


Ganhe_Ate_300x250px.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
Aumentou_728x90px.gif