top of page

Fiscalização resgata araras feridas expostas em clube no Recreio


(Foto: Divulgação/Polícia Federal)

Em uma ação conjunta de fiscalização deflagrada nesta segunda-feira (21) pela Polícia Federal e pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), uma arara-catalina e duas araras-canindé feridas foram resgatadas em um clube localizado no Recreio dos Bandeirantes, na zona oeste do Rio de Janeiro. Elas encontravam-se expostas no local.


Segundo os agentes envolvidos na fiscalização, a suspeita é de que as aves estivessem se mutilando devido a um quadro de estresse decorrente dos maus tratos sofridos. Elas foram encaminhadas para o Centro de Triagem de Animais Silvestres do Ibama para receberem cuidados.


Maus-tratos aos animais é considerado crime previsto no artigo 32 da Lei Federal 9.605/1998. A prática pode ser punida com pena de três meses a um ano de detenção, além de multa.


"O proprietário do clube alegou que os animais estariam em tratamento, porém não foi encontrado nenhum tipo de medicamento, receituário ou qualquer informação sobre veterinário no local", registra nota divulgada pela Polícia Federal. Ainda de acordo com o texto, o mesmo clube já havia sido alvo de outra ação há dois anos, quando foi constatado que os animais estavam sem penas.

Fiscalização da PF e Ibama resgatou as araras em clube no Recreio dos Bandeirantes (Foto: Divulgação/PF)

300x250px.gif
728x90px.gif