Fla x Flu: os desafios no primeiro clássico do ano

por Edu Gomes

Coluna "Conexão Clubes do Rio"

Foto: Reprodução

Neste domingo (06), teremos o primeiro clássico carioca do ano. Flamengo e Fluminense se enfrentam hoje às 16 horas no Estádio Nilton Santos, em jogo válido pela 4ª rodada da Taça Guanabara, a fase inicial do Campeonato Carioca.


Desde já, muitas questões rondam o pioneiro Fla-Flu de 2022. Flamengo e Fluminense decidiram os dois últimos campeonatos estaduais do Rio de Janeiro. Nas duas ocasiões, em 2020 e 2021, o rubro-negro saiu como campeão. Com um elenco estrelado e disputando os títulos das principais competições nacionais e internacionais dos últimos anos, o time treinado pelo técnico português Paulo Sousa, inicia mais uma vez o Cariocão como favorito. Mas se tem algum clube que pode tentar bater de frente com essa hegemonia rubro-negra atual, esse é o Fluminense.


Enquanto nos últimos dois anos, Vasco e Botafogo passaram por momentos difíceis relacionados à queda para a Série B do Brasileirão e a respectiva tentativa de retorno para a Série A (feito alcançado ano passado apenas pelos botafoguenses), o tricolor das Laranjeiras esboçou um possível regresso aos seus últimos tempos de glória, quando alcançou dois títulos brasileiros (2010 e 2012).


Além de ter decidido os últimos dois campeonatos estaduais (com direito ao título da Taça Rio de 2020, em cima do ainda então badalado Flamengo de Jorge Jesus), o Fluminense conseguiu se manter entre os principais clubes do Brasileirão, regressando à Copa Libertadores da América por dois anos consecutivos (antes de 2021, sua última participação na principal competição do continente tinha sido em 2013).


Em 2021, fez ótima campanha no torneio continental, liderando um grupo que tinha o favorito River Plate (com direito a vitória no Monumental de Nuñez por 3x1) e alcançando a fase de quartas de final, quando foi eliminado pelo Barcelona de Guayaquil. Se tivesse passado pelos equatorianos, teríamos visto um inédito Fla-Flu nas semifinais da Libertadores. Já em 2022, o clube disputará nos próximos dias 22/02 e 01/03, uma vaga na fase de grupos contra o Millonarios, uma das maiores equipes da Colômbia.


Se ainda está longe de voltar aos tempos de grandes conquistas, como no início da década passada, o Fluminense, entretanto, se consolidou nos últimos anos como o clube mais estruturado em termos de resultados no Rio de Janeiro. Depois do.....Flamengo!


Os resultados do rubro-negro carioca desde 2019, falam por si. Tricampeão carioca (2019, 2020 e 2021), bicampeão brasileiro (2019 e 2020) e da Supercopa do Brasil (2020 e 2021), campeão da Copa Libertadores da América (2019) e da Recopa Sul-Americana (2020), além de vice da própria Libertadores (2021), do Brasileirão (2021) e da Copa do Mundo de Clubes FIFA (2019), são desempenhos que explicitam a predominância do clube nos últimos tempos.


Se manter no topo, é sempre o desafio maior para os clubes que o alcançam. Esse é o desafio desse atual Flamengo. E foi o desafio do Fluminense após 2012. Se depois do último título nacional (e com o fim da "Era Unimed"), o tricolor não conseguiu se manter no topo como a torcida esperava, pelo menos tenta na atualidade e com os pés no chão, resgatar um pouco desse passado de glórias recentes.


Que venha o Fla-Flu de mais tarde. A história continua a ser escrita!

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg