Flamengo perde para o lanterna e torcida vaia técnico e presidente


(Foto: Vinicius Palheta/Fortaleza EC)

Com o Maracanã lotado, com mais de 63 mil pessoas presentes, o Flamengo foi derrotado pelo lanterna do campeonato, o Fortaleza, neste domingo (5). Dominado pela equipe cearense em boa parte do jogo, o gol do desempate (2 a 1), marcado por Hércules já nos acréscimos, acabou premiando a equipe mais bem organizada e aguerrida em campo. Foi a primeira vitória do Fortaleza no campeonato. Ao fim da partida, a torcida rubro-negra expressou, mais uma vez, todo o seu descontentamento com o técnico Paulo Sousa e o presidente Rodolfo Landim, com vaias e xingamentos.

O Fortaleza foi muito superior no primeiro tempo e, não fosse a má pontaria do ataque, teria chegado a uma goleada. Aos 5 minutos, Robson recebeu lançamento e, cara a cara com o goleiro Hugo, acabou finalizando na trave. A segunda grande oportunidade foi de Romarinho, aos 23 minutos. Sozinho dentro da grande área, ele chutou forte, na rede pelo lado de fora. Aos 27 minutos, Willian Arão tocou errado e Jussa recuperou a bola. Ele passou para Robson, que bateu por cima de Hugo para silenciar o Maracanã.

O Flamengo se perdeu completamente em campo e o Fortaleza passou a trocar passes com facilidade no campo de ataque. O segundo quase saiu aos 47 minutos, com Pikachu, após boa jogada. O castigo veio logo depois. Na única jogada trabalhada do rubro-negro, no último minuto dos acréscimos, Everton Ribeiro passou para Ayrton Lucas, que devolveu para o camisa 7 chutar de primeira e empatar, aos 49. Placar injusto.

O Flamengo voltou um pouco melhor no segundo tempo, já com três alterações: David Luiz no lugar de Pablo, Thiago Maia no de Arão e Vitinho no de João Gomes. Aos três minutos, teve a primeira chance de virar o placar. O árbitro Leandro Vuaden, após revisão de lance no VAR, confirmou pênalti de Marcelo Benevenuto em Pedro. O camisa 21 deslocou o goleiro, mas acertou na trave.

Após o pênalti, o Flamengo não teve outra chance de marcar, apesar de manter quase o dobro de posse de bola do Fortaleza, que, por outro lado, chegava sempre perigosamente, pegando a defesa adversária aberta nos contra-ataques.

O gol da vitória saiu aos 46 minutos. Filipe Luís errou passe no meio de campo, Romero avançou pela esquerda, driblou Matheuzinho e chutou, mas Hugo rebateu com o pé. No rebote, Hércules fechou o placar. Fim de jogo e muitas vaias e xingamentos da torcida, dirigidos ao treinador português e ao presidente do clube - uma rotina desde a derrota para o Botafogo, há quase um mês, quebrada apenas na vitória no Fla- Flu, no domingo anterior.

Na próxima rodada, o Flamengo enfrenta o Bragantino, quarta-feira (08), às 20h30min, no Nabi Abi Chedid. O Fortaleza recebe o Goiás no Castelão, na quinta-feira (09), às 20h (horário de Brasília).


Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg